Livros & Autores

Baiôa sem data para morrer

Rui Couceiro

O Dicionário das Palavras Perdidas

O Crespos

Adolfo Luxúria Canibal

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais

díade

A díade é um par no qual a individualidade de cada um é eliminada em detrimento da unidade desse par no seio da qual se organizam certos tipos de ligações.
Este termo surgiu no final do século XIX pelo sociólogo Simmel para designar um grupo de duas pessoas.
Existem várias díades das quais uma das mais importantes é a da mãe/bebé, que caracteriza a relação simbiótica que existe entre os dois de forma a que a mãe possa atender e realizar todas as necessidades do bebé.
Georg Simmel, sociólogo alemão do século XIX
Lemaire explicitou também uma relação onde existe um "nós psíquico" e onde os limites do ego são suprimidos: a díade amorosa, isto é, o par homem-mulher.
A díade trata assim de relações em que existe um comum psíquico, em que o objeto-par funciona como se de um único ego se tratasse.
Partilhar
Como referenciar
Porto Editora – díade na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2022-08-13 17:31:09]. Disponível em

Livros & Autores

Baiôa sem data para morrer

Rui Couceiro

O Dicionário das Palavras Perdidas

O Crespos

Adolfo Luxúria Canibal

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais