Livros & Autores

Baiôa sem data para morrer

Rui Couceiro

O Dicionário das Palavras Perdidas

O Crespos

Adolfo Luxúria Canibal

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais

Jogo dos erros

diamante

O diamante é um mineral incolor ou amarelo-pálido, embora também se possam encontrar diamantes com tonalidades de vermelho, rosa, verde, azul, negro e cor de laranja. Os diamantes de cores fortes são os mais procurados pela sua extrema beleza e raridade.
Este mineral apresenta um brilho muito característico (adamantino), um índice de refração muito elevado (2,42) e uma forte capacidade de dispersão da luz. É a substância natural mais dura que se conhece, atingindo o grau 10 na escala de dureza de Mohs. Devido a esta característica, é muito utilizado em instrumentos de corte e perfuração.
Pode ser encontrado em jazigos primários, mas em geral encontra-se em depósitos de origem aluvionar. Os jazigos primários são constituídos por uma rocha peridotítica micácea denominada kimberlito ou lamproíto. As jazidas mais importantes situam-se na Austrália, Botswana, Canadá, África do Sul, República Democrática do Congo, Serra Leoa, Congo, Gabão, Rússia, Angola, Gana e Brasil.
Diamante em bruto, diamantes numa broca e modelo representando o seu modo de cristalização
Diamantes em exposição
Escala de dureza de Mohs
Ligações covalentes entre os átomos de carbono no diamante
Arranjo tetraédrico dos átomos de carbono no diamante
O diamante, polimorfo da grafite, é constituído por carbono puro. A unidade estrutural do diamante consiste em 8 átomos de carbono que se dispõem numa estrutura cristalina de simetria cúbica.
Cada átomo de carbono está ligado covalentemente a quatro outros átomos, situados nos vértices de um tetraedro. Isto significa que os eletrões de valência (4) de cada átomo de carbono partilham ligações, não restando, por isso, nenhum livre para conduzir a corrente elétrica. Por este motivo, o diamante é um mau condutor da eletricidade, com exceção de alguns diamantes raros, do tipo IIB (contêm boro) - de tonalidades entre o cinzento e o azul - que são semicondutores.
A estrutura rígida resultante destas ligações covalentes - de carácter acentuadamente direcional - explicam a dureza do diamante que não consegue ser riscado por nenhum outro mineral a não ser pelo próprio diamante.
Partilhar
Como referenciar
Porto Editora – diamante na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2022-07-04 10:28:23]. Disponível em
Artigos
ver+

Livros & Autores

Baiôa sem data para morrer

Rui Couceiro

O Dicionário das Palavras Perdidas

O Crespos

Adolfo Luxúria Canibal

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais

Jogo dos erros