Livros & Autores

Baiôa sem data para morrer

Rui Couceiro

O Dicionário das Palavras Perdidas

O Crespos

Adolfo Luxúria Canibal

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais

Jogo dos erros

Diego Gelmirez

Arcebispo de Santiago de Compostela, natural da Galiza, antigo chanceler de Raimundo de Borgonha, governou a diocese como administrador (1093), vigário (1096) e bispo (1101-1136). Engrandeceu a sua Igreja com inúmeros bens e privilégios, reformou o Cabido e foi responsável pela conclusão do grandioso projeto da catedral, iniciado em 1077 pelo seu antecessor, Diogo Pais. Em 1120 conseguiu da Santa Sé a elevação de Compostela à categoria de metropolita, subtraindo-se à alçada da arquidiocese de Braga. Tentou, em vão, obter bispados sufragâneos pertencentes a Braga, acabando por conseguir do Papa Calisto II, pela bula Omnipotentis dispositione (26 de fevereiro de 1120), a transferência dos direitos metropolíticos de Mérida, ainda em poder muçulmano, incluindo como sufragâneas dioceses portuguesas - Lamego, Viseu, Coimbra, Idanha (ou Egitânia) e mais tarde Lisboa e Évora, o que deu origem a um prolongado conflito com os arcebispos de Braga. Estas rivalidades, acentuadas pela nomeação de Gelmirez como legado apostólico (27 de fevereiro de 1120) para as províncias eclesiásticas de Braga e Mérida, contribuíram para a autonomia portuguesa que servia também aos interesses de Braga. Gelmirez exerceu também grande influência política na Galiza, com alianças ou oposições estratégicas a D. Urraca, D. Teresa e Afonso VII, tendo morrido em 1139 como um verdadeiro soberano da Galiza.
Partilhar
Como referenciar
Porto Editora – Diego Gelmirez na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2022-08-14 20:13:53]. Disponível em

Livros & Autores

Baiôa sem data para morrer

Rui Couceiro

O Dicionário das Palavras Perdidas

O Crespos

Adolfo Luxúria Canibal

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais

Jogo dos erros