Academia Virtual - O Poder da Voz

Livros e Autores

A Intuição da Ilha

Pilar del Río

Baiôa sem data para morrer

Rui Couceiro

O Dicionário das Palavras Perdidas

Palavras raras, palavras caras

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais

Diogo Lopes de Sequeira

Fidalgo renascentista português nascido em 1446, em Alandroal, e falecido em 1530, foi o 4.º governador da Índia (1518). Ao serviço de D. Manuel I, fez várias viagens marítimas. Numa delas, em 1509, foi enviado a Malaca para estabelecer relações diplomáticas e de amizade. Na mais importante, efetuou o reconhecimento de toda a costa de Madagáscar e respetivas potencialidades comerciais, descobrindo o Cabo de S. Lourenço e aportando depois à Índia. Ainda durante esta viagem, que se prolongou por vários anos, descobriu Samatra e Pacém, locais onde ergueu padrões com as armas portuguesas. Em outras viagens que fez, passou por Arzila, Alcácer Quibir, Diu, Ceuta e Goa, levantando fortalezas em diversas paragens. Participou ainda na Conferência de Badajoz.
Luís de Camões faz referência a Diogo Lopes de Sequeira no canto X de Os Lusíadas.
Partilhar
Como referenciar
Porto Editora – Diogo Lopes de Sequeira na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2022-10-02 02:10:08]. Disponível em
Partilhar
Como referenciar
Porto Editora – Diogo Lopes de Sequeira na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2022-10-02 02:10:08]. Disponível em

Livros e Autores

A Intuição da Ilha

Pilar del Río

Baiôa sem data para morrer

Rui Couceiro

O Dicionário das Palavras Perdidas

Palavras raras, palavras caras

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais