Livros & Autores

Baiôa sem data para morrer

Rui Couceiro

O Dicionário das Palavras Perdidas

O Crespos

Adolfo Luxúria Canibal

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais

Jogo dos erros

Direito de resposta

Direito que cabe a qualquer pessoa singular ou coletiva, organização, serviço ou organismo público, bem como ao titular de qualquer órgão ou responsável por estabelecimento público de responder, nas publicações periódicas, a qualquer facto ou acusação que tenha sido objeto de referência, ainda que indireta, e que possa afetar a sua reputação e boa fama. Este direito pode ser exercido tanto relativamente a textos como imagens, mas fica prejudicado se, com a concordância do interessado, o periódico tiver dirigido ou esclarecido o texto ou imagem em causa ou lhe tiver facultado outro meio de expor a sua posição. O direito de resposta é independente do procedimento criminal, bem como do direito à indemnização pelos danos causados por causa da publicação (artigo 24 da Lei de Imprensa). O exercício deste direito deve ser levado a cabo pelo próprio titular ou representante no prazo de 30 ou 60 dias a contar da inserção do escrito ou da imagem se se tratar, respetivamente, de jornal diário/semanário ou de publicação com menor frequência.
Partilhar
Como referenciar
Porto Editora – Direito de resposta na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2022-08-17 08:45:15]. Disponível em

Livros & Autores

Baiôa sem data para morrer

Rui Couceiro

O Dicionário das Palavras Perdidas

O Crespos

Adolfo Luxúria Canibal

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais

Jogo dos erros