Livros & Autores

O Dicionário das Palavras Perdidas

O Crespos

Adolfo Luxúria Canibal

Morte no estádio

Francisco José Viegas

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais

Don Juan

Don Juan é uma personagem semilendária que parece ter vivido em Sevilha, em tempos muito remotos, e que, exibindo várias modalidades de carácter e em resultado das múltiplas aventuras que lhe são atribuídas, tem servido de inspiração a muitos poetas e autores dramáticos que fizeram dela o tipo de conquistador brilhante, libertino e sem escrúpulos, de quem as mulheres irresistivelmente se enamoram e que ele engana, despreza e esquece.
O primeiro tipo de personagem de Don Juan é trazido ao nosso conhecimento através da Crónica de Sevilha, que nos apresenta Don Juan Tenório como o autor da morte do comendador Uloa, cuja filha havia raptado.
Tirso de Molina (1571-1648), poeta e dramaturgo espanhol, autor de obra literária muito vasta e muito rica, trouxe a personagem D. Juan para o mundo da literatura e para o mundo do teatro com a sua comédia El Burlador de Sevilla, em que foi secundado pelo dramaturgo francês Jean Baptiste Molière (1622-1673), que trata o tema Don Juan no seu Dom Juan, l'Amour Médecin, pelo dramaturgo espanhol António Zamora /1664-1728) e pelo poeta cómico italiano Carlo Goldini (1707-1793).
A figura de Don Juan tem inspirado poetas e escritores de muitos países e de várias épocas. De entre muitos outros merecem referência especial o romancista francês Alexandre Dumas (1802-1870); o poeta austríaco Nikolaus Lenau (1802-1850); o escritor francês Prosper Mérimée (1803-1870); o poeta espanhol José Zorrilha (1817-1893); o escritor português António Silva Gaio (1830-1870); o poeta português António Gomes Leal (1849-1921), em A Última Fase da Vida de D. João, o poeta português Abílio Guerra Junqueiro (1850-1923), em A Morte de D. João; o autor dramático francês Henri Bataille (1872-1922); o médico e escritor português António Patrício (1878-1930), em D. João e a Máscara; o poeta português João de Barros (1881-1960); o poeta e dramaturgo português Rui Chianca (1891-1931), em Alma de D. João.
D. Juan é também o título de um poema da autoria de Lord Byron, mas aqui o poeta inglês transformou significativamente a personagem do conquistador libertino e sem escrúpulos de Tirso de Molina.
D. Juan é ainda o título e o assunto de uma ópera do compositor austríaco Wolfgang A. Mozart (1756-1791).
Partilhar
Como referenciar
Porto Editora – Don Juan na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2022-06-30 21:39:48]. Disponível em

Livros & Autores

O Dicionário das Palavras Perdidas

O Crespos

Adolfo Luxúria Canibal

Morte no estádio

Francisco José Viegas

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais