Livros & Autores

Baiôa sem data para morrer

Rui Couceiro

O Dicionário das Palavras Perdidas

O Crespos

Adolfo Luxúria Canibal

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais

Jogo dos erros

Duque de Wellington

Marechal e político, Arthur Wellesley, duque de Wellington, nasceu em 1769, em Dublin. Seguiu a carreira militar, tendo recebido grande parte da sua formação em França. Viria, aliás, a ser uma figura de destaque no continente, protagonizando sucessos do maior relevo e ficando, inclusivamente, ligado à História portuguesa no domínio político, militar e cultural. Ser-lhe-iam mesmo atribuídos os títulos de conde de Vimeiro, marquês de Torres Vedras e duque da Vitória.
Wellington interveio com êxito em diversos combates e acontecimentos importantes, todos relacionados com a defesa da posição do seu país na ordem política internacional do seu tempo. Assim, participou na luta da Grã-Bretanha contra o bloqueio continental, na Convenção de Sintra, na vitória do Buçaco e na Batalha de Salamanca. O seu maior feito militar, porém, consistiu na derrota imposta às tropas de Napoleão Bonaparte em Waterloo, em 1815, uma derrota que marcaria o afastamento definitivo de Napoleão do primeiro plano da cena política europeia.
Na Grã-Bretanha, Wellington foi aclamado como um verdadeiro herói nacional, gozando de um prestígio sem precedentes. Foi nomeado comandante-chefe do exército britânico em 1827. Tornou-se a figura principal do partido conservador, ocupando o cargo de primeiro-ministro de 1828 a 1830.
Arthur Wellesley, duque de Wellington (retrato patente no Victoria and Albert Museum, em Londres)
Napoleão Bonaparte, comandante cujas tropas foram derrotadas por Wellington em Waterloo
Em vida e depois da sua morte, foram-lhe feitas inúmeras homenagens nacionais e dedicados monumentos. Morreu em 1852. Foi sepultado, com grande pompa, na Catedral de S. Paulo, em Londres.
Partilhar
Como referenciar
Porto Editora – Duque de Wellington na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2022-08-16 11:07:05]. Disponível em

Livros & Autores

Baiôa sem data para morrer

Rui Couceiro

O Dicionário das Palavras Perdidas

O Crespos

Adolfo Luxúria Canibal

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais

Jogo dos erros