Academia Virtual - O Poder da Voz

Livros e Autores

A Intuição da Ilha

Pilar del Río

Baiôa sem data para morrer

Rui Couceiro

O Dicionário das Palavras Perdidas

Palavras raras, palavras caras

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais

Eduardo Ismael dos Santos Andrea

Professor e astrónomo português, Eduardo Ismael dos Santos Andrea nasceu a 10 de novembro de 1879, em Lisboa.
Filho de um oficial da Armada e professor de Astronomia da Escola Naval, Eduardo Andrea, querendo seguir a carreira do pai, foi impossibilitado de o fazer por causa da sua acentuada miopia.
Então, licenciou-se em Matemática pela Escola Politécnica e tornou-se aluno astrónomo do Observatório Astronómico de Lisboa. Entre 1901 e 1931, lecionou em vários estabelecimentos de ensino: no Liceu Nacional de Bragança, no Liceu de Vila Real, no Liceu Central de Lisboa (atual Liceu Pedro Nunes) e no Liceu Camões, onde se manteve até aos últimos dias da sua vida. Em 1911, foi também designado professor de Matemática, de Cálculo Infinitesimal e de Análise Superior da Faculdade de Ciências de Lisboa, tendo apresentado a tese Análise de Algumas Hipóteses Cosmogónicas. Um ano depois, assumiu a regência da disciplina de Metodologia Geral das Ciências Matemáticas, na Escola Normal Superior de Lisboa, tomando posse da direção da Escola, em 1930. O docente dirigiu ainda o Observatório Astronómico da Faculdade de Ciências de Lisboa, devendo-se-lhe a criação dos cursos de Aperfeiçoamento de Astronomia e de Engenheiros Geógrafos.
Publicou manuais de Álgebra, Aritmética e de Geometria e vários trabalhos de investigação. Colaborou com diversos jornais e revistas da especialidade.
Eduardo Ismael dos Santos Andrea faleceu a 15 de fevereiro de 1937, em Lisboa.
Partilhar
Como referenciar
Porto Editora – Eduardo Ismael dos Santos Andrea na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2022-10-03 03:59:52]. Disponível em

Livros e Autores

A Intuição da Ilha

Pilar del Río

Baiôa sem data para morrer

Rui Couceiro

O Dicionário das Palavras Perdidas

Palavras raras, palavras caras

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais