Livros & Autores

Baiôa sem data para morrer

Rui Couceiro

O Dicionário das Palavras Perdidas

O Crespos

Adolfo Luxúria Canibal

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais

elaboração psíquica

Termo utilizado na psicanálise e na psicologia clínica e que consiste numa função fundamental do psiquismo. Esta função caracteriza-se na capacidade psíquica que permite fazer face às tensões provocadas pelas modificações existentes no meio ambiente, ou pelas próprias modificações que ocorrem no próprio indivíduo. Por estas modificações internas entende-se todas as transformações físicas e psíquicas próprias do desenvolvimento normal de um sujeito.
A elaboração psíquica é, assim, num sentido lato, a assimilação dos acontecimentos internos e externos ao sujeito.
Numa perspetiva psicanalítica, é a transformação da energia livre em energia ligada, o que permite aceder ao processo secundário e adiar a descarga da tensão sob forma física ou alucinatória. Esta elaboração é própria de adultos com um ego equilibrado, com capacidade para pensar sobre as coisas. A incapacidade de elaboração psíquica é segundo, Pierre Marty, um dos fatores de doenças psicossomáticas, já que, perante a inabilidade de pensar, o sujeito reencaminha a neurose para o próprio corpo.
Partilhar
Como referenciar
Porto Editora – elaboração psíquica na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2022-08-16 13:51:41]. Disponível em

Livros & Autores

Baiôa sem data para morrer

Rui Couceiro

O Dicionário das Palavras Perdidas

O Crespos

Adolfo Luxúria Canibal

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais