Livros & Autores

O Crespos

Adolfo Luxúria Canibal

Morte no estádio

Francisco José Viegas

Violeta

Isabel Allende

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais

Jogo dos erros

Eneida

Poema épico em 12 cantos, da autoria do poeta latino Virgílio (Publius Vergilius Maro). É a narrativa das aventuras lendárias do troiano Eneias, filho de Anquises e de Vénus, antepassado dos Romanos, de quem a família de Júlio César se dizia descendente.
No dia seguinte à tomada de Troia, Eneias leva consigo os deuses de Ílio (Troia) - tem a missão divina de fundar uma nova pátria, que será um dia a cidade de Rómulo.
As viagens de Eneias antes de chegar à Itália e os combates que tem de travar com os Italianos antes de casar com a filha do rei latino, são as grandes linhas do poema. A imitação homérica é evidente. Sainte-Beuve dizia que os seis primeiros contos são uma Odisseia e os seis últimos uma Ilíada.
Eneias, a figura principal deste poema épico (escultura por Bernini)
Mas o centro e a alma da epopeia é Roma e o pensamento constante de Virgílio é o de celebrar as origens e a história da cidade eterna.
O verso do poema é o hexâmetro dactílico. Há um certo número de versos incompletos que Virgílio não teve tempo de ultimar.
Partilhar
Como referenciar
Porto Editora – Eneida na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2022-05-29 10:02:08]. Disponível em

Livros & Autores

O Crespos

Adolfo Luxúria Canibal

Morte no estádio

Francisco José Viegas

Violeta

Isabel Allende

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais

Jogo dos erros