Livros & Autores

Baiôa sem data para morrer

Rui Couceiro

O Dicionário das Palavras Perdidas

O Crespos

Adolfo Luxúria Canibal

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais

Eurico

Personagem central do romance histórico do mesmo nome, é um antigo gardingo convertido em presbítero de Carteia e também um poeta solitário, autor de hinos inspirados por Deus e pela Pátria, cuja história trágica a pouco e pouco se desvenda. Quando a sua pátria e a sua religião se veem ameaçadas pelos avanços muçulmanos, Eurico repõe as vestes de guerreiro e transforma-se no Cavaleiro Negro, combatendo heroicamente os árabes. É então que reencontra Hermengarda, a nobre irmã de Pelágio, o amor impossível da sua juventude. No final, consciente de que o seu amor é sacrílego, vai procurar a morte na batalha contra os invasores, enquanto a sua amada enlouquece. Movendo-se no período de corrupção moral e política do estado godo, a figura extraordinária e romântica de Eurico incarna os altos valores que tinham sido os da monarquia visigótica em estado puro: a honra, o amor pela pátria, a obediência aos princípios religiosos.
Partilhar
Como referenciar
Porto Editora – Eurico na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2022-08-14 08:24:29]. Disponível em

Livros & Autores

Baiôa sem data para morrer

Rui Couceiro

O Dicionário das Palavras Perdidas

O Crespos

Adolfo Luxúria Canibal

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais