Livros & Autores

Baiôa sem data para morrer

Rui Couceiro

O Dicionário das Palavras Perdidas

O Crespos

Adolfo Luxúria Canibal

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais

Jogo dos erros

experiência de Michelson-Morley

A experiência de Michelson-Morley, como o próprio nome indica, foi efetuada pelos físicos norte-americanos Albert Abraham Michelson (1852-1931) e E. W. Morley (1838-1923).
Esta experiência é usada para a medição do movimento da Terra relativo a um referencial privilegiado (o éter), onde a velocidade da luz seria C.
O princípio em que se baseia está na divisão de um raio de luz em dois raios diferentes. Um deles percorre o caminho perpendicularmente em relação ao movimento da Terra; o outro raio é conduzido através de um caminho de igual comprimento, que se encontra situado na direção do movimento da Terra. A existência do éter deveria ter como consequência o aparecimento de velocidades diferentes da velocidade da luz nos dois caminhos, que deveriam modificar a imagem de interferência ao juntarem-se novamente os dois ramos parciais.
A experiência de Michelson-Morley originou como resultado iguais velocidades para os dois caminhos e, portanto, evidenciou a não existência do éter.
Partilhar
Como referenciar
Porto Editora – experiência de Michelson-Morley na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2022-08-19 11:52:56]. Disponível em

Livros & Autores

Baiôa sem data para morrer

Rui Couceiro

O Dicionário das Palavras Perdidas

O Crespos

Adolfo Luxúria Canibal

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais

Jogo dos erros