Natal WOOK
Livros e Autores

Abelhas Cinzentas

Andrei Kurkov

A aldeia das almas desaparecidas

Richard Zimler

A Intuição da Ilha

Pilar del Río

férmio

O férmio, cujo símbolo químico é Fm, é um elemento químico sólido, transurânico metálico, preparado por síntese, radioativo, pertencente ao grupo dos actinídeos, de cor branco-prateada ou acinzentada, que se localiza no grupo 3 e período 7 da Tabela Periódica.
Este elemento possui número atómico 100 e massa atómica 257,0951.
O seu isótopo mais estável, o férmio-257, possui uma meia vida de cerca de 10 dias. Conhecem-se 10 isótopos com números de massa compreendidos entre 243 e 258.
O férmio foi descoberto em 1952 em Argonne, Los Alamos, nos Estados Unidos da América, e na Universidade da Califórnia em Berkeley, também nos Estados Unidos da América, pelo cientista Albert Ghiorso e seus colaboradores associado às ruínas provocadas por uma explosão termonuclear que ocorreu no Pacífico. Este isótopo foi produzido pela combinação de urânio-238 e 17 neutrões.
O nome férmio é uma homenagem ao físico italiano Enrico Fermi (1901-1954).
O férmio não ocorre naturalmente na Natureza. É estudado em poucos laboratórios de investigação, onde a sua elevada radioatividade requer cuidados especiais de manuseamento e técnicas apropriadas.
O férmio não possui aplicações.
Partilhar
Como referenciar
Porto Editora – férmio na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2022-12-01 13:00:48]. Disponível em
Livros e Autores

Abelhas Cinzentas

Andrei Kurkov

A aldeia das almas desaparecidas

Richard Zimler

A Intuição da Ilha

Pilar del Río