Livros & Autores

Baiôa sem data para morrer

Rui Couceiro

O Dicionário das Palavras Perdidas

O Crespos

Adolfo Luxúria Canibal

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais

Jogo dos erros

Francisco Rodrigues Lobo

Discípulo de Camões, Francisco Rodrigues Lobo nasceu em Leiria, e acredita-se que era filho de André Luís de Lobo e D. Joana Brito de Gavião. Aquando da sua morte, D. Tomás de Noronha dedicou-lhe um poema onde refere a sua origem de cristão-novo.
Formou-se em Direito na Universidade de Coimbra, desconhecendo-se se exerceu cargos relacionados com os seus estudos. Passou grande parte da sua vida na sua terra natal.
Parece ter mantido uma atividade assídua de escrita, cultivando diversos géneros e procurando temas de interesse e suscetíveis de serem financeiramente rentáveis.
Francisco Rodrigues Lobo (1580-1622), autor de "Cortes na Aldeia e Noites de inverno"
Frontispício de uma edição seiscentista de "Corte na Aldeia"
Inicialmente, escreveu em castelhano, sendo posteriormente influenciado por Sá de Miranda, Gil Vicente e, principalmente, Camões.

Do ponto de vista formal e temático, e embora encontremos algumas influências de Gôngora em algumas das suas obras, os seus textos transbordam de lirismo quinhentista.
A sua obra em prosa foge da influência gongorista e, adotando um estilo "sensato, corrente, quase puro, adapta-se ao tom dialético-narrativo do debate" (Jacinto Prado Coelho, Dicionário da Literatura), tal como Cortes na Aldeia e Noites de Inverno.
Morreu afogado no Tejo, numa viagem de barco que fazia entre Santarém e Lisboa, provavelmente em 1622.
Partilhar
Como referenciar
Porto Editora – Francisco Rodrigues Lobo na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2022-08-11 16:41:30]. Disponível em

Livros & Autores

Baiôa sem data para morrer

Rui Couceiro

O Dicionário das Palavras Perdidas

O Crespos

Adolfo Luxúria Canibal

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais

Jogo dos erros