Livros & Autores

O Dicionário das Palavras Perdidas

O Crespos

Adolfo Luxúria Canibal

Morte no estádio

Francisco José Viegas

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais

Francisco Sanches

Médico, filósofo e professor universitário português, nasceu em 1551, na diocese de Braga e foi batizado na Igreja de S. João do Souto. Quanto ao local do seu nascimento, existem três hipóteses: Braga, Tui ou Valença do Minho, mas a segunda hipótese é, de todas, a mais viável. Francisco Sanches, na sua matrícula da Universidade de Montpellier, declara ter nascido em Tui - natus in civitate tudensi.
Durante toda a sua infância viveu em Braga, na Rua do Souto. Descendia de uma família bem relacionada e economicamente desafogada. Desde muito cedo apresentou grande tendência para a crítica, que utilizava para combater o abuso do dialetismo. Frequentou o colégio bracarense de S. Paulo (dirigido pelos Jesuítas) e foi aqui que tomou contacto com as primeiras fontes de conhecimento do homem e do mundo. Aos 14 anos de idade abandonou a cidade, partindo com o seu pai (médico com primas notae) para França.
Mais tarde, em 1569, viajou para Itália, onde viveu alguns anos e se formou em Filosofia e Medicina. Quando regressou a França, não demorou muito tempo a receber todos os graus académicos, na Faculdade de Medicina de Montpellier (1573-74).
Francisco Sanches, médico e professor universitário português
Entrou finalmente num concurso, nessa universidade do Languedoc, para professor catedrático, mas acabou por ser excluído. Depois de ter tomado conhecimento da situação, mudou-se para Toulouse, onde viveu até aos 50 anos. Foi nesta cidade que constituiu família. Dirigiu também a cadeira de Filosofia na Faculdade de Artes, e foi depois catedrático na Faculdade de Medicina.
Enquanto filosofo, foi um grande precursor da crítica gnoseológica cartesiana e do experimentalismo. Escreveu algumas obras literárias das quais se faz salientar a obra Quod nihil scitur, um tratado filosófico, manifesto contra a pretensão de uma ciência feita, que influenciou Bacon e Descartes e, de maneira direta ou indireta, algumas tendências da Filosofia moderna. Foi ainda um grande impulsionador da dúvida cartesiana. A sua preferência pelo método experimental e pela observação está evidente no seu livro Opera médica (1636).
Morreu em Toulouse em 1623.
Partilhar
Como referenciar
Porto Editora – Francisco Sanches na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2022-07-01 12:15:26]. Disponível em

Livros & Autores

O Dicionário das Palavras Perdidas

O Crespos

Adolfo Luxúria Canibal

Morte no estádio

Francisco José Viegas

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais