Livros & Autores

Baiôa sem data para morrer

Rui Couceiro

O Dicionário das Palavras Perdidas

O Crespos

Adolfo Luxúria Canibal

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais

Gaibéus

Romance de Alves Redol, publicado em 1939, é considerado como a obra que marca a introdução do neorrealismo em Portugal.
Com uma forte conotação ideológica e social, Alves Redol procura neste livro denunciar as desigualdades socio-económicas e a exploração do homem pelo homem. Em Gaibéus, narra-se a vida dos jornaleiros da Beira Baixa e do Alto Ribatejo que vão trabalhar nas lezírias por altura das mondas e ceifas. Investindo numa personagem coletiva, relata-se os problemas vividos por aquela classe proletária, oprimida e economicamente desfavorecida, abordando-se, sobretudo, a exploração laboral, as más condições de trabalho, a fome, as doenças e as diferenças entre trabalhador e proprietário. Conta-se também como aquela classe social tenta melhorar a sua vida, partindo para o Brasil e para África, mas só alguns regressam abastados.
Com uma estrutura simples, a obra apresenta um forte discurso pictórico nas descrições das paisagens ribatejanas e no comportamento das personagens.
Partilhar
Como referenciar
Porto Editora – Gaibéus na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2022-08-18 20:49:34]. Disponível em

Livros & Autores

Baiôa sem data para morrer

Rui Couceiro

O Dicionário das Palavras Perdidas

O Crespos

Adolfo Luxúria Canibal

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais