Livros & Autores

Baiôa sem data para morrer

Rui Couceiro

O Dicionário das Palavras Perdidas

O Crespos

Adolfo Luxúria Canibal

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais

Jogo dos erros

Gâmbia

Geografia
País da África Ocidental. Estendendo-se por ambas as margens do rio Gâmbia, está rodeado pelo Senegal, a norte, leste e sul, e é banhado pelo oceano Atlântico, a oeste. É dos mais pequenos países de África, com uma superfície de 11 300 km2. Para além da capital, Banjul, com uma população de 36 100 habitantes (2004), destacam-se outras cidades, como Serekunda (225 500 hab.), Brikama (81 400 hab.), Bakau (74 700 hab.) e Farafenni (31 600 hab.).
É um país plano, com um litoral baixo. O rio Gâmbia permite que uma das atividades agrícolas mais importantes seja a rizicultura.
Foz do Rio Gâmbia, Bathurst
Aldeia do interior do país
Canoa no Rio Gâmbia
Bandeira da Gâmbia
Clima
O clima é do tipo tropical seco, ou seja, com uma estação seca mais prolongada que a estação das chuvas.
Economia
A agricultura é o principal setor da economia, ocupando 3/4 da população ativa e contribuindo em mais de 1/4 para o PIB. Merecem destaque as produções de amendoim e algodão. A pesca tem vindo a desenvolver-se rapidamente, o mesmo não se podendo dizer em relação ao setor industrial, que contribui com menos de 5% para o PIB e emprega uma percentagem ainda menor. Os principais parceiros comerciais da Gâmbia são a Bélgica, a China, o Reino Unido e o Japão.
Indicador ambiental: o valor das emissões de dióxido de carbono, per capita (toneladas métricas, 1999), é de 0,2.
População
A população é de 1 641 564 habitantes (2006), o que corresponde a uma densidade populacional de 141 hab./km2. As taxas de natalidade e de mortalidade são, respetivamente, de 39,37%o e 12,25%o. A esperança média de vida é de 54,14 anos. O valor do Índice do Desenvolvimento Humano (IDH) é de 0,463 e o valor do Índice de Desenvolvimento ajustado ao Género (IDG) é de 0,457 (2001). Estima-se que, em 2025, a população seja de 2 654 000 habitantes.
Socialmente, o país assenta em estruturas tradicionais, reflexo da presença de grupos étnicos que formam o seguinte quadro social: africanos [Mandingas (42%), Fulas (18%), Wolof (16%), Diolas (10%) e outros (5%)] e não africanos [1%]. A religião muçulmana é seguida por 95% da população, enquanto os cristãos representam 4%. A língua oficial é o inglês.
História
Com origem nas tribos Wolof, Madingas e Fulas - que se instalaram no atual território da Gâmbia por volta do século XIII -, esta ex-colónia britânica teve o seu primeiro contacto europeu com os navegadores portugueses que, no ano de 1455, atingiram o rio Gâmbia. No entanto, em 1588, Portugal vendeu os direitos comerciais sobre o rio à Inglaterra. Os Ingleses tiveram de disputá-lo depois aos Franceses, sediados no enclave de Albreda, a norte do rio Gâmbia, até 1783, data da assinatura do Tratado de Versalhes. Neste tratado ficou reconhecido o direito, quer da Inglaterra sobre o rio quer da França sobre Albreda. Mais tarde, em 1857, a França cedia Albreda aos Ingleses e, em 1889, ambos os países definiam as atuais fronteiras. A 18 de janeiro de 1965, a Gâmbia proclama a sua independência. Torna-se um membro da Commonwealth em 1970, com Sir Dawda Kairaba Jawara como primeiro presidente, reeleito para o cargo em 1982, após um golpe de Estado falhado no ano anterior. Ao mesmo tempo, a Gâmbia e o Senegal criaram uma confederação, de nome Senegâmbia, sob a qual procuraram unir as forças militares e de segurança, coordenar as políticas externa, económica e monetária e estabelecer instituições confederadas. No entanto, esta confederação seria dissolvida em 1989, na sequência das inúmeras divergências políticas verificadas entre os dois estados.
Partilhar
Como referenciar
Porto Editora – Gâmbia na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2022-08-16 14:23:24]. Disponível em
Artigos
ver+

Livros & Autores

Baiôa sem data para morrer

Rui Couceiro

O Dicionário das Palavras Perdidas

O Crespos

Adolfo Luxúria Canibal

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais

Jogo dos erros