Livros & Autores

Baiôa sem data para morrer

Rui Couceiro

O Dicionário das Palavras Perdidas

O Crespos

Adolfo Luxúria Canibal

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais

Gangs de Nova Iorque

Drama épico realizado em 2002 por Martin Scorsese, de título original Gangs of New York, coproduzido pelos EUA, Alemanha, Itália, Reino Unido e Holanda. Contou com as participações de Daniel Day-Lewis, Leonardo DiCaprio, Cameron Diaz, Jim Broadbent, Liam Neeson e Brendan Gleeson. O argumento - embora original, inspirou-se num livro com o mesmo título da autoria de Herbert Asbury - foi escrito por Jay Cocks, Steven Zaillian e Kenneth Lonergan.
Este era um projeto que Scorsese acalentava desde 1977, quando o anunciou nas páginas da Variety. Passado no período que vai de 1846 a 1863, a história conta o surgimento dos gangs na recém-nascida cidade de Nova Iorque. Um caótico canto da cidade conhecido como "Five Points" é o local de chegada de Amsterdam Vallon (Leonardo DiCaprio), órfão do Padre Vallon (Liam Neeson) - que tinha sido o chefe do gang de imigrantes irlandeses conhecido como "Dead Rabbits", que disputava a supremacia em "Five Points". Depois de 16 anos de internato, Amsterdam regressa ao local onde o seu pai foi morto para procurar o assassino. O seu alvo é William Cutting (Daniel Day-Lewis), líder dos "Native Americans" (gang de ingleses/holandeses que reclamavam ser os nativos da cidade), conhecido por Bill "The Butcher", que se tornara cruel líder da vizinhança destilando ódio pelos imigrantes que iam chegando à cidade. O plano de Amsterdam é claro: tentar penetrar na intimidade de Bill "The Butcher", um mundo feito de iguais doses de lealdade e crueldade, para no momento certo vingar a morte do pai. Todavia, à medida que se aproxima de Bill, vai-se enredando numa teia de duplicidade: por um lado, esconde o segredo que o move; por outro, vai-se transformando numa espécie de filho adotivo do terrível Bill. Ao mesmo tempo, conhece Jenny Everdeane (Cameron Diaz), uma carteirista cuja independência o fascina e por quem se vai apaixonar. Assim que emergem ligações entre ela e Bill no passado, o relacionamento entre os três intensifica-se. A luta íntima de Amsterdam pela honra do pai, pela liberdade e pela mulher que ama vai, no entanto, coincidir com um momento capital da história coletiva: os tumultos que levaram à Guerra Civil Americana em 1863. Os levantamentos levados a cabo por novos americanos como Amsterdam iriam ter repercussões que se espalhariam por toda a cidade e país, mostrando o espírito tenaz de um país jovem.
Scorsese criou um impressionante espetáculo visual - alicerçado na soberba fotografia de Michael Ballhaus - traduzido na dinâmica retratista de um microcosmos caótico que atinge o paroxismo da violência. O realizador enceta um portentoso trabalho de arqueologia do crime, gerando uma espécie de "prequela" dos seus famosos filmes de gangsters, com Mean Streets (Os Cavaleiros do Asfalto, 1973) e Goodfellas (Tudo Bons Rapazes, 1990) à cabeça.
Produzido luxuosamente pela Miramax - naquela que foi a sua mais cara produção de sempre - e filmado nos estúdios romanos da Cinecittà, que reconstruíram uma credível Nova Iorque do século XIX, Gangs de Nova Iorque teve vários percalços antes da estreia. Por ultrapassar o orçamento previsto e por alegados desentendimentos entre realizador e produtor relativamente à metragem final, teve sucessivos adiamentos do seu lançamento (desde 21 de dezembro de 2001 até 1 de julho de 2003).
Curiosamente, Daniel Day-Lewis, que tem uma extraordinária interpretação, levou tão a sério o seu papel que se vestia e falava como Bill "The Butcher" nos intervalos das filmagens. O filme teve 10 nomeações para os Óscares, mas não conseguiu vencer nenhum: Melhor Filme, Realizador, Argumento Original, Ator Principal (Daniel Day-Lewis), Fotografia, Montagem, Direção Artística, Guarda-roupa, Som e Canção Original ("The Hands That Built America" dos U2). Venceria, todavia, os Globos de Ouro para Melhor Realizador e Canção Original.
Partilhar
Como referenciar
Porto Editora – Gangs de Nova Iorque na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2022-07-02 05:42:39]. Disponível em
Artigos
ver+

Livros & Autores

Baiôa sem data para morrer

Rui Couceiro

O Dicionário das Palavras Perdidas

O Crespos

Adolfo Luxúria Canibal

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais