Livros & Autores

Baiôa sem data para morrer

Rui Couceiro

O Dicionário das Palavras Perdidas

O Crespos

Adolfo Luxúria Canibal

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais

Jogo dos erros

Georges Dumézil

Antropólogo e filólogo francês nascido em 1898, em Paris, e falecido em 1986, na mesma cidade. Desde cedo se interessou por filologia e antropologia. Em 1924, apresentaria a sua tese de doutoramento intitulada Le Festìn d'immortalité: Étude de mythologie comparée indo-européenne, em que lança a temática que ocuparia toda a sua brilhante carreira académica: a mitologia comparada, centrando-se especialmente sobre a tradição indo-europeia (grega, italiana, celta, índica, etc.)
Nesta área do conhecimento, Dumézil alcançaria, na década de trinta e quarenta, um feito notável: a criação de uma nova abordagem na ciência da mitologia comparada, com base num quadro teórico inspirada na obra do sociólogo francês Émile Durkheim e no seu conceito fundamental de "representações coletivas" aplicado à relação entre sociedade e mitologia, bem como nos seus profundos conhecimentos de filologia comparada e na sua descoberta sobre o carácter tripartido dos sistemas sociais da maioria das sociedades indo-europeias primitivas. Dumézil promoveu, assim, num conjunto assinalável de obras, a construção de um modelo teórico de descrição da "ideologia" indo-europeia, enquanto forma de compreensão do mundo, de atribuição de sentido, de manutenção da ordem social, sendo estas, segundo Dumézil, as funções cruciais da dimensão religiosa e mitológica nas sociedades indo-europeias. Deve ainda destacar-se a importância do conceito de função na sua obra, já que desempenha um papel de charneira entre a própria ideologia e os fenómenos sociais e mitológicos àquela ligados. Simultaneamente, Georges Dumézil defende ainda que a "ideologia" em questão é característica das sociedades Indo-europeias, constituindo uma importante especificidade cultural e civilizacional.
A importância das contribuições de Dumézil para o desenvolvimento do estudo da mitologia e da religião na sociedade, campo de enorme relevância no quadro mais vasto das ciências sociais, fazem com que este pensador seja hoje um dos mais importantes e respeitados académicos do século XX. Depois de ter ensinado durante vinte anos (1948-1968) no Collège de France, uma disciplina ("Civilizações Indo-europeias") criada expressamente para si, Georges Dumézil retirou-se, tendo sido eleito para a Academia Francesa em 1978.
Outras obras de Dumézil:
1929, Le problème des Centaures: Étude de mythologie comparée indo-européenne
1934, Ouranos-Varuna: comparée indo-européenne
1939, Mythes et Dieux des Germains: Essai d'intérpretation comparative
1940, Mitra-Varuna: Essai sur deux représentations indo-européennes de la souveraineté
1941, Jupiter, Mars, Quirinus: Essai sur la conception indo-européenne de la societé et sur les origines de Rome
1942, Horace et les Curiaces
1944, Naissance de Rome: Jupiter, Mars, Quirinus II
1945, Naissance d'archanges, Jupiter, Mars, Quirinus III
1948, Loki
1949, L'héritage indo-européenne à Rome
1952, Les Dieux des Indo-Européennes
1954, Rituels indo-européennes à Rome
1956, Aspects de la fonction guerrière chez les Indo-Européennes
1956, Déesses latines et mythes védiques
1958, L'idéologie tripartie des Indo-Européennes
1959, Les Dieux des Germains: Essai sur la formation de la religion scandinave
1966, Archaic Roman Religion
1968-1973, Mythe et epopée (3 vols.)
1969, From Myth to Fiction
1973, Gods of the Ancient Northmen
1978, Romans de Scythie et d'alentour
Partilhar
Como referenciar
Porto Editora – Georges Dumézil na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2022-07-03 22:01:33]. Disponível em

Livros & Autores

Baiôa sem data para morrer

Rui Couceiro

O Dicionário das Palavras Perdidas

O Crespos

Adolfo Luxúria Canibal

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais

Jogo dos erros