Livros & Autores

O Crespos

Adolfo Luxúria Canibal

Morte no estádio

Francisco José Viegas

Violeta

Isabel Allende

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais

Jogo dos erros

Hans

Personagem de Histórias da Terra e do Mar (1984), de Sophia de Mello Breyner, belíssima alegoria da impossibilidade de regresso às origens, Hans vivia com a família na ilha nórdica de Vig. Aos catorze anos, com quase altura de um homem, habituado a contactar com o mar, nutria uma grande paixão por ele. Muitas vezes, "Esgueirando-se pelas ruelas, caminhava ao longo do cais, ao lado de botes e veleiros (...). Ali, no respirar da vaga, ouvia o respirar indecifrado da sua própria paixão". "Carregado de imaginação", Hans desejava ser marinheiro como os seus tios e avós. Contudo, o seu pai não via com agrado o seu sonho, pois os tios de Hans "tinham morrido no naufrágio de um veleiro que lhe pertencia". O desejo do pai era que o filho estudasse "leis ou medicina ou engenharia", mas Hans não mudava de opinião; queria ser capitão de um navio. Contrariando a vontade paterna, Hans concretiza o seu sonho ao alistar-se como grumete num cargueiro inglês, vindo da Noruega. Depois de ter vagueado por algum tempo, foi recolhido por um inglês, Hoyle, que o adotou como filho. Foi crescendo e, aos 21 anos, Hans era capitão de um navio e, mais tarde, passa a ser sócio de Hoyle. No entanto, o sonho dele agora era outro: regressar a Vig como capitão de um navio e ser perdoado pelo pai. Casa com Ana e tem seis filhos. Persistente, continua a enviar cartas para o pai, mas a resposta obtida é sempre a mesma: não deseja recebê-lo. Nos seus negócios era honesto, empreendedor, trabalhador e "a sua palavra era de oiro", vindo a tornar-se um dos homens mais respeitáveis do burgo. Já avô, era um homem feliz, mas havia algo que não abandonava o seu pensamento: "a memória de Vig subia à flor do mar". Hans envelhece e adoece, mas antes de morrer de uma doença "incertamente diagnosticada", pede aos filhos e à mulher que construam, por cima da sua sepultura, um navio naufragado, quem sabe para, nas noites de temporal, navegar para a sua terra natal tão desejada: a ilha de Vig.
Partilhar
Como referenciar
Porto Editora – Hans na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2022-05-16 20:09:49]. Disponível em

Livros & Autores

O Crespos

Adolfo Luxúria Canibal

Morte no estádio

Francisco José Viegas

Violeta

Isabel Allende

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais

Jogo dos erros