Academia Virtual - O Poder da Voz

Livros e Autores

A Intuição da Ilha

Pilar del Río

Baiôa sem data para morrer

Rui Couceiro

O Dicionário das Palavras Perdidas

Palavras raras, palavras caras

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais

Henri Bergson

Filósofo francês nascido a 18 de outubro de 1859, em Paris, e falecido a 3 de janeiro de 1941, na mesma cidade. Entre 1877 e 1881 estudou na École Normale Supérieure e tirou o doutoramento em 1989, tornando-se professor no Collège de France. A sua tese de doutoramento foi escrita em latim e intitulava-se Quid Aristoteles de loco senserit. No mesmo ano, publicou a sua primeira obra: Essai sur les Données Immédiates de Conscience. Após a publicação da sua segunda obra, Matière et Mémoire, e de Le Rire: Essai sur la Significance du Comique, ambas em 1900, obteve a categoria de professor catedrático no estabelecimento onde já lecionava. Em 1914 torna-se membro da Academia Francesa e em 1927 foi galardoado com o prémio Nobel da Literatura.
Foi o primeiro a elaborar aquilo que viria a ser chamado o "processo filosófico", que rejeita os valores estáticos em favor dos valores do movimento, da mudança e evolução. Acreditou que o tempo muda e que o desenvolvimento era a essência da realidade. Foi um mestre do estilo literário, pela forma como utilizava a metáfora, a imagem e a analogia nas suas exposições sobre a vida.
Foi autores de outras obras importantes, como Introdution à la Métaphysique (1903), L'Evolution Créatrice (1907), L'Énergie Spirituelle (1919), Durée et Simultanéité à Propôs de la Théorie D'Einstein (1921), entre outras.
Henri Bergson
Partilhar
Como referenciar
Porto Editora – Henri Bergson na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2022-10-02 02:27:40]. Disponível em

Livros e Autores

A Intuição da Ilha

Pilar del Río

Baiôa sem data para morrer

Rui Couceiro

O Dicionário das Palavras Perdidas

Palavras raras, palavras caras

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais