Livros & Autores

Baiôa sem data para morrer

Rui Couceiro

O Dicionário das Palavras Perdidas

O Crespos

Adolfo Luxúria Canibal

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais

Iémen

Geografia
País da Ásia. Situado no extremo sudoeste da Península Arábica, abrange uma área de 527 970 km2. É banhado pelo mar Arábico a sul e pelo mar Vermelho a oeste e faz fronteira com a Arábia Saudita a norte e com Omã a leste. O país também inclui a ilha de Socotorá, no oceano Índico. As cidades mais importantes são Saná, a capital, com 1 471 30000 habitantes (2004), Adém (537 800 hab.), Ta'izz (448 200 hab.) e Hodeida (395 600 hab.).
Clima
Mercado de Ta'izz
Bandeira do Iémen
O clima é desértico quente nas áreas interiores e semiárido no litoral. A precipitação é inferior a 250 mm anuais, chovendo um pouco mais nas regiões mais altas.
Economia
O Iémen tem uma economia baseada na indústria petrolífera (extração e refinação). Na agricultura, as culturas principais são o sorgo, a batata, o tomate, o trigo, a uva, a melancia, a banana, a cebola, o milho e a papaia. As manufaturas incluem a farinha, o farelo, o tomate em conserva, a fibra de algodão, a borracha, as garrafas, a cerveja, os tecidos e os cigarros. Os principais parceiros comerciais do Iémen são a Arábia Saudita, os Estados Unidos da América, o Japão e a Índia.
Indicador ambiental: o valor das emissões de dióxido de carbono, per capita (toneladas métricas, 1999), é de 1,1.
População
A população, em 2006, era de 21 456 188 habitantes, o que corresponde a uma densidade de aproximadamente 39,26 hab./km2. As taxas de natalidade e de mortalidade são, respetivamente, de 42,89%o e 8,3%o. A esperança média de vida é de 62,12 anos. O valor do Índice do Desenvolvimento Humano (IDH) é de 0,470 e o valor do Índice de Desenvolvimento ajustado ao Género (IDG) é de 0,424 (2001). Estima-se que, em 2025, a população seja de 39 644 000 habitantes. Os habitantes são maioritariamente árabes e fiéis à religião muçulmana, dentro da qual 53% são sunitas e 47% são xiitas. A língua oficial é o árabe.
História
Em 1914, um tratado anglo-turco determinou a fronteira entre as partes norte e sul do Iémen (esta última sob administração britânica). Depois da derrota turca na Primeira Guerra Mundial, o Norte conquistou a independência e reclamou o direito a todo o território, incluindo a zona sul. Seguiu-se uma guerra civil sangrenta e, em 1962, o Norte proclamou-se a República Árabe do Iémen. A zona sul foi incluída na Federação do Sul da Arábia, criada em 1963, com a promessa do Governo britânico de conceder a independência cinco anos mais tarde. Mas, em 1967, a Frente de Libertação Nacional, de orientação marxista, conquistou o controlo da federação. Nesse ano, com a ajuda da União Soviética, o Sul tornou-se na República Popular do Iémen do Sul e, em 1970, na República Popular Democrática do Iémen.
As relações entre o Iémen do Norte e o Iémen do Sul tornaram-se tensas e foram marcadas por conflitos entre as décadas de 1970 e de 1980. O Iémen do Sul sofreu uma instabilidade crónica, com alguns golpes de Estado e uma guerra civil, em 1986, que causou milhares de mortos. Nesta altura, o país cortou relações com a União Soviética. Em 1989, os dois Iémenes acordaram em tornarem-se num único país e, um ano mais tarde, depois de os dois parlamentos terem aprovado a união, surgiu uma nova nação. Mas depressa sentiu dificuldades ao apoiar o Iraque durante a Guerra do Golfo.
Em 1993 decorreram as primeiras eleições livres multipartidárias em que, pela primeira vez na Península Arábica, as mulheres também votaram. No entanto, os antagonismos políticos entre o Norte e o Sul continuaram. Mesmo com promessas de diálogo político, em 1994 teve início a guerra civil.
Partilhar
Como referenciar
Porto Editora – Iémen na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2022-07-04 06:57:38]. Disponível em
Artigos
ver+

Livros & Autores

Baiôa sem data para morrer

Rui Couceiro

O Dicionário das Palavras Perdidas

O Crespos

Adolfo Luxúria Canibal

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais