Academia Virtual - O Poder da Voz

Livros e Autores

A Intuição da Ilha

Pilar del Río

Baiôa sem data para morrer

Rui Couceiro

O Dicionário das Palavras Perdidas

Palavras raras, palavras caras

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais

Igreja Matriz do Vimioso

O Vimioso é uma vila transmontana do distrito de Bragança. A sua primitiva Igreja Matriz erguia-se na denominada Rua do Calvário. Contudo, no século XVII, um fidalgo local de nome João Mendes Antas patrocinou a construção da nova matriz do Vimioso. Distinguido por Filipe II de Espanha, este cavaleiro comprometeu-se a dar o terreno para a construção do novo templo e ainda a fornecer outro tipo complementar de auxílio.
A Matriz do Vimioso é uma obra característica da primeira metade do século XVII, realizada no duro granito transmontano.
A monumental e severa fachada é equilibrada na distribuição dos seus volumes arquitetónicos. Uma escadaria e um amplo terreiro dão acesso ao templo. Na fachada rasga-se austero portal de arco de volta perfeita, enquadrado por colunas assentes em bases retangulares. Sobrepõe o portal uma exígua fenestração em cruz latina. A fachada é isenta de qualquer ornamentação escultórica.
Igreja Matriz do Vimioso
Ladeando o portal sobressaem os altos corpos das duas torres sineiras, sendo a direita rasgada por dupla ventana para colocação de sinos, enquanto a do lado contrário ostenta um relógio. Ao centro, unindo as duas torres e sobrepondo-se à empena triangular da cobertura, surge uma platibanda balaustrada. Lateralmente, o corpo da igreja é amparado por poderosos contrafortes de granito, marcando e reforçando os tramos da nave.
O interior é simples e decorado com austeridade. Apresenta ampla nave única e pouco elevada, dividida em cinco tramos e coberta por abóbada de berço reforçada por arcos torais que desenham nervuras prismáticas de cruzaria, contendo ainda rosetas nos fechos cruzados e um florão central na chave das abóbadas.
O realce da decoração interior concentra-se nos altares laterais seiscentistas e no retábulo-mor, aparatosas e grandiosas estruturas retabulares de talha dourada barroca, compostas por colunas torsas ornamentadas com exuberantes relevos de querubins, parras, uvas e pássaros.
Partilhar
Como referenciar
Porto Editora – Igreja Matriz do Vimioso na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2022-10-04 10:29:30]. Disponível em
Partilhar
Como referenciar
Porto Editora – Igreja Matriz do Vimioso na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2022-10-04 10:29:30]. Disponível em

Livros e Autores

A Intuição da Ilha

Pilar del Río

Baiôa sem data para morrer

Rui Couceiro

O Dicionário das Palavras Perdidas

Palavras raras, palavras caras

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais