Livros & Autores

Baiôa sem data para morrer

Rui Couceiro

O Dicionário das Palavras Perdidas

O Crespos

Adolfo Luxúria Canibal

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais

Impacto Internacional do 25 de abril de 1974

Após a revolução do 25 de abril e durante o "verão quente" deram-se algumas manifestações de agrupamentos políticos contra as ações radicais de forças políticas de esquerda e militares, tendo sido, por exemplo, fechado o jornal pró-Partido Socialista República por trabalhadores radicais, o que causou uma onda de protestos. Por estes factos, além das nacionalizações de empresas, as expropriações de latifundiários e a progressiva supremacia da CGTP-IN (Confederação Geral de Trabalhadores Portugueses - Intersindical Nacional) sobre os partidos democráticos, muitos dos países da Europa Ocidental e os Estados Unidos recearam que Portugal, estando na NATO, fosse tomado pelo ideal marxista-leninista, o que levou a que os partidos de tendência democrática fossem financiados internacionalmente. Por outro lado, a ditadura franquista sofreu um grande abanão, uma vez que a democratização de um apoiante tão empenhado e próximo como Portugal abalava a sua solidez. A situação agravava-se ao observar-se que a Espanha ficou então a ser o único país não democrático da Europa Ocidental, uma vez que só na Península Ibérica restaram regimes autoritários (a nível europeu) na progressiva democratização que se sucedeu à Segunda Grande Guerra. Contudo, já a tendência anti-ditatorial tinha surgido antes do golpe português, conforme se tornou manifesto em livros e medidas sociais e políticas mais de acordo com as necessidades do povo tomadas por alguns dirigentes. Aquando da Revolução dos Cravos deram-se inclusivamente manifestações de apoio em terras espanholas, tendo o 25 de abril contribuído para o reforço das organizações sindicais, a descolonização do Saara, e novas formas de atuação das Forças Armadas, da imprensa e dos grupos políticos espanhóis. No entanto foram tanto positivas como negativas as influências em Espanha, pois desde a Revolução de abril até setembro de 1974, altura em que foi derrubado o marechal Spínola, a contribuição foi positiva, uma vez que concorreu para que o regime franquista empreendesse salutares reformas; a partir desta data até ao final do ano de 1975, a preponderância que o Partido Comunista Português atingiu tornou-se altamente preocupante a nível internacional, como já se mencionou, temendo a Espanha o alastramento. Em 1975 a situação agudizou-se em Espanha, tendo franco, no final da sua vida, optado por tomar duras medidas de repressão contra o terrorismo, que tinha aumentado exponencialmente com o incentivo da revolução portuguesa.
Partilhar
Como referenciar
Porto Editora – Impacto Internacional do 25 de abril de 1974 na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2022-08-16 10:38:08]. Disponível em

Livros & Autores

Baiôa sem data para morrer

Rui Couceiro

O Dicionário das Palavras Perdidas

O Crespos

Adolfo Luxúria Canibal

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais