Livros e Autores

Abelhas Cinzentas

Andrei Kurkov

A aldeia das almas desaparecidas

Richard Zimler

A Intuição da Ilha

Pilar del Río

Império Napoleónico

O império foi proclamado a 18 de maio de 1804, mas a sua preparação é feita no período do Consulado, primeiramente compartilhado e limitado, depois vitalício (1802). A subida ao poder de Napoleão Bonaparte deve-se à necessidade de um salvador da pátria, alguém capaz de manter a ordem das conquistas burguesas e, ao mesmo tempo, a ordem restauradora da soberania popular.
É no contexto da ascensão ao poder de Napoleão Bonaparte que a Constituição do Ano XII proclama que «O Governo da República está confiado a um imperador, que toma o título de Imperador dos Franceses (...) a dignidade imperial é hereditária na descendência direta, natural e legítima de Napoleão Bonaparte, por linha masculina». Tal parecia não ser o fim da república pois a mesma Constituição impunha ao Imperador um juramento segundo o qual manteria e respeitaria a República. Contudo, a evolução será na direção das ideias reacionárias e na perda de força da energia reformadora. A expansão do império, na procura de uma grandeza à semelhança de Roma, foi gorada pelos sucessivos movimentos nacionalistas. Após o fracasso na Rússia, em 1812, e de sucessivas derrotas, Napoleão vê-se forçado a abdicar em 1814 (6 de abril) ante a pressão da burguesia dirigente. Ainda retorna mas é definitivamente derrotado em Waterloo (junho de 1815), sendo desterrado para Santa Helena. Napoleão, apesar de tudo, criou condições para o desenvolvimento do capitalismo: o direito do Estado às riquezas do solo e a constituição de sociedades anónimas. Exteriormente significou o início decisivo da queda das estruturas feudais, espalhando os ideais da Revolução Francesa de 1789.
Túmulo de Napoleão Bonaparte em "Les Invalides"
Pintura de Napoleão em campanha militar
Napoleão Bonaparte
Partilhar
Como referenciar
Porto Editora – Império Napoleónico na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2022-11-30 05:04:12]. Disponível em
Livros e Autores

Abelhas Cinzentas

Andrei Kurkov

A aldeia das almas desaparecidas

Richard Zimler

A Intuição da Ilha

Pilar del Río