Livros & Autores

Baiôa sem data para morrer

Rui Couceiro

O Dicionário das Palavras Perdidas

O Crespos

Adolfo Luxúria Canibal

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais

Império Romano do Oriente

A partilha do poder sob Diocleciano (284-305) obedeceu a uma estratégia de assegurar mais eficazmente a defesa e administração de um vastíssimo território, segundo o inovador sistema da tetrarquia. Posteriormente, Constantino ocupar-se-ia em organizar o império, tornando o seu reinado numa monarquia absoluta. Funda uma capital nova em Bizâncio que depois tomou o nome de Constantinopla em 330. Tornou-se a capital do mundo romano. O declínio do Império estava apenas adiado. Teodósio (379-395) passaria a governar o Oriente e depois em 392 todo o império. Promoveu a unidade religiosa condenando o arianismo e fazendo desaparecer o paganismo. Desta forma o cristianismo tornou-se a religião única do Império.
Quando Teodósio morreu em 395 o Império foi partilhado entre os seus dois filhos: Arcádio recebeu o oriente, com Constantinopla por capital, e Honório o ocidente com a capital na velha Roma, embora este residisse em Milão e seguidamente em Ravena. Os laços que uniam o Ocidente ao Oriente tornaram-se cada vez mais frouxos. As províncias circundantes cairam nas mãos dos bárbaros, Roma seria saqueada em 410 pelo visigodo Alarico e rapidamente o Império do Ocidente acabaria por tombar, em 476, às mãos dos bárbaros sob o comando de Odoacro. O Império do Oriente subsistiria ainda ao longo de onze séculos até à tomada de Constantinopla pelos turcos em 1453. Após a queda do Império Romano do Ocidente, Constantinopla manteve as instituições romanas, as tradições e a língua romana nos atos oficiais, embora a língua e liturgia comum fosse o grego.
Partilhar
Como referenciar
Porto Editora – Império Romano do Oriente na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2022-07-02 02:13:40]. Disponível em

Livros & Autores

Baiôa sem data para morrer

Rui Couceiro

O Dicionário das Palavras Perdidas

O Crespos

Adolfo Luxúria Canibal

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais