Livros & Autores

O Dicionário das Palavras Perdidas

O Crespos

Adolfo Luxúria Canibal

Morte no estádio

Francisco José Viegas

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais

Jogo dos erros

indeterminações

Se aplicarmos as regras operatórias sobre limites para a determinação de um limite de uma função, somos por vezes confrontados com o aparecimento de expressões que conjugam infinitésimos com infinitamente grandes, infinitésimos com infinitésimos ou infinitamente grandes com infinitamente grandes, de tal forma que não podemos aferir de imediato o valor desse limite, caso exista. A essas expressões designamos por indeterminações, e devemos proceder ao seu levantamento que consiste basicamente em redefinir o próprio limite de modo a eliminar pelo menos um infinitésimo ou um infinitamente grande, conforme os casos.
Os tipos de indeterminações estudados no atual Ensino Secundário são:

- Indeterminações do tipo
Seja, por exemplo, o limite em que, ao aplicarmos as regras operatórias dos limites, somos conduzidos a uma indeterminação do tipo . Tal situação decorre do facto de tanto a expressão do numerador como a do denominador se anularem para x = 2. Coloquemos então em evidência os fatores que se anulam:

Como o domínio da expressão do limite é \, o valor de x é sempre diferente de 2, logo:


- Indeterminações do tipo
Seja, por exemplo, o limite em que, ao aplicarmos as regras operatórias dos limites, somos conduzidos a uma indeterminação do tipo . Tal situação decorre do facto de tanto a expressão do numerador como a do denominador corresponderem a infinitamente grandes. Coloquemos então em evidência os monómios de maior grau:

É de notar que as expressões a vermelho são infinitésimos (tendem para zero quando x tende para infinito), pelo que


- Indeterminações do tipo ∞ - ∞
Seja, por exemplo, o limite , com x > 0, em que ao aplicarmos as regras operatórias dos limites, somos conduzidos a uma indeterminação do tipo ∞ - ∞. Tal situação decorre do facto de tanto a expressão irracional como a expressão irracional corresponderem a infinitamente grandes. Um processo para levantar este tipo de indeterminações é multiplicar e dividir a expressão - pela sua expressão conjugada, + , pelo que

Ou seja,


- Indeterminações do tipo 0 x ∞
Neste tipo de indeterminações podemos transformar sempre um produto num quociente, passando assim a ter uma indeterminação do tipo ou do tipo .
Seja, por exemplo, o limite , com x > 0, em que ao aplicarmos as regras operatórias dos limites, somos conduzidos a uma indeterminação do tipo 0 x ∞. Tal situação decorre do facto de a expressão irracional corresponder a um infinitésimo e da expressão (x2 + 1) corresponder a um infinitamente grande, quando x tende para infinito. Mas, pelo que passamos assim a ter uma indeterminação do tipo . Mas, por outro lado,

Ora, se tivermos em conta que x > 0, vem
Partilhar
Como referenciar
Porto Editora – indeterminações na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2022-06-28 20:18:00]. Disponível em

Livros & Autores

O Dicionário das Palavras Perdidas

O Crespos

Adolfo Luxúria Canibal

Morte no estádio

Francisco José Viegas

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais

Jogo dos erros