Livros & Autores

Baiôa sem data para morrer

Rui Couceiro

O Dicionário das Palavras Perdidas

O Crespos

Adolfo Luxúria Canibal

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais

Índia

Geografia
País do Sul da Ásia. Faz fronteira com o Paquistão, a noroeste, com a China, o Nepal e o Butão, a norte, e com o Bangladesh e Myanmar, a nordeste, e é banhado pelo mar Arábico, a oeste, pelo oceano Índico, a sul, e pelo golfo de Bengala, a leste. A capital é Nova Deli, com uma população de 312 300 habitantes (2004) e as outras cidades principais são Bombaim (área metropolitana: 17 340 900 hab.), Calcutá (área metropolitana: 14 362 500 hab.), Deli 10 400 900 (área metropolitana: 17 367 300 hab.), Madrasta (área metropolitana: 5 906 000 hab.), Haiderabad (área metropolitana: 5 862 500 hab.), Bangalore (área metropolitana: 6 024 800 hab.), Ahmadabad (área metropolitana: 4 970 200 hab.), Pune (área metropolitana: 3 978 700 hab.), Kanpur (área metropolitana: 2 850 400 hab.), Lucknow (área metropolitana: 2 401 700 hab.) e Nagpur (área metropolitana: 2 394 300 hab.). É o sétimo maior país do Mundo, com uma superfície de 3 287 590 km2. Engloba três grandes áreas de relevo distintas: os Himalaias, as terras altas do Norte, o planalto do Decão e as planícies do Sul.
Quase 3/5 do solo é arável e cerca de 1/4 da terra cultivada é irrigada. A floresta corresponde a 1/4 do território.
Aldeia da província de Mysore
Vista parcial da cidade indiana de Calecute
Trajes típicos da região de Nova Deli
Taj-Mahal, Agra (Índia)
Porta da Índia, Bombaim
Aldeia na região de Mangalore
Estação de caminhos de ferro de Bombaim
Bandeira da Índia
Homem indiano
Clima
O clima é tropical de monção caracterizado por duas estações: uma quente e húmida, de abril/maio a setembro, quando cai grande quantidade de chuva; e uma seca e menos quente, de outubro a março. Situa-se na Índia o local da Terra onde foi registada a maior quantidade de precipitação: Cherrapunji. Contudo, o Noroeste da Índia apresenta áreas desérticas (Thar).
Economia
Na agricultura, as principais produções são o arroz, a cana-de-açúcar, o amendoim, a sumaúma, a colza, a mostarda, o grão-de-bico, o sorgo, o milho, a batata, o coco, a banana e o chá. A maior parte destes produtos é destinada ao consumo interno e alguns, como o chá e o açúcar, destinam-se à exportação. A indústria extrativa, quase toda controlada pelo Governo, inclui o ferro, a bauxite, o manganésio, a cromite, o zinco, o cobre, o chumbo, o ouro e os diamantes. Os recursos energéticos englobam o carvão e poucas reservas de petróleo e de gás natural. As manufaturas incluem as indústrias pesadas e as de alta tecnologia como o cimento, o aço, o açúcar refinado, o papel e o cartão, a soda, os produtos de juta, o alumínio, os fios de nylon e de poliéster, os tecidos de algodão, as bicicletas, as motocicletas, os automóveis, os autocarros e os camiões, os produtos farmacêuticos, os artigos informáticos e joias de ouro. No conjunto, a indústria de materiais de transporte encontra-se em 1.º lugar, seguida da indústria química. Os principais parceiros comerciais da Índia são os EUA, o Japão, o Reino Unido e a Alemanha.
Indicador ambiental: o valor das emissões de dióxido de carbono, per capita (toneladas métricas, 1999), é de 1,1.
População
Mesmo com a criação de programas de planeamento familiar e de controlo da taxa de natalidade, o número de nascimentos continua a ser muito elevado, quando comparado com o crescimento económico capaz de melhorar os padrões de vida da maior parte da população. A Índia é o segundo país mais populoso do Mundo, com 1 095 351 995  habitantes, em 2006, e com uma densidade de 328,59 hab./km2. As taxas de natalidade e de mortalidade são, respetivamente, de 22,01%o e 8,18%o. A esperança média de vida é de 64,71 anos. O valor do Índice do Desenvolvimento Humano (IDH) é de 0,684 e o valor do Índice de Desenvolvimento ajustado ao Género (IDG) é de 0,678 (2001). Estima-se que, em 2025, a população seja de 1 377 264 000 habitantes. Os maiores grupos etnolinguísticos são o hindi, com 45%, o telugu (8%), o bengali (8%), o marata (7%), o tâmil (7%), o urdu (5%) e o gujarate (5%). As religiões com maior expressão são o hinduísmo (80%) e o islamismo (11%). As línguas oficiais são o hindi e o inglês.
História
A Índia tem uma origem muito antiga e diversificada. Os Drávidas, dominantes até ao 2.º milénio a. C., sofreram a invasão de tribos arianas do Noroeste. No século XII, estabeleceu-se em grande parte da Índia o domínio muçulmano, substituído pelo Império Mongol entre os séculos XVI e XVIII. O interesse comercial dos europeus aumentou com a chegada de Vasco da Gama em 1498 e, mais tarde, com a criação da Companhia Britânica da Índia Oriental verificou-se um crescimento da influência britânica, ao mesmo tempo que internamente se fragmentava o poder mongol. Em 1757 o território ficou na posse da Grã-Bretanha, até 1947, ano em que concedeu independência ao país. A luta que levou à independência foi conduzida por Mohandas Karamchand Gandhi, que durante 50 anos lutou para ajudar os mais desfavorecidos, motivo que lhe valeu o título de Mahatma (Grande Alma). As duas principais etnias indianas (os hindus, que reclamavam um governo próprio, e os muçulmanos, que foram afastados do Poder pelos britânicos) começaram a dar sinais de insatisfação. Nesse mesmo ano, os muçulmanos conquistaram um novo Estado, o Paquistão. A tensão entre as duas etnias aumentou, resultando numa verdadeira chacina. Em 1948, Mahatma Gandhi foi assassinado por um fanático hindu. O líder do Partido do Congresso, Jawaharial Nehru, subiu ao Poder e tornou-se no primeiro-ministro indiano. Em 1965 as hostilidades com o Paquistão aconteceram novamente.
Na década de 1960 deu-se a Revolução Verde na agricultura indiana que permitiu ao Governo fazer uma reserva de cereais para compensar os maus anos agrícolas, evitando, assim, a fome. Contudo, o êxito da Revolução Verde foi afetado, alguns anos mais tarde, pelos problemas de poluição e quebra de rendimentos.
A filha de Nehru, Indira Gandhi, subiu ao Poder em 1966 e, durante 18 anos, manteve um Governo estável. Em 1971 enfrentou uma nova guerra com o Paquistão. O Paquistão Oriental tornou-se independente e levou à formação de uma nova nação, o Bangladesh. A crise seguinte envolveu os sikhs (uma minoria religiosa) que procuraram tornar o Penjabe numa nação independente, o que resultou em conflitos étnicos e religiosos em várias zonas do país. Em 1984, Indira Gandhi foi assassinada por dois oficiais sikhs da sua guarda pessoal. O seu filho, Rajiv Gandhi, foi nomeado seu sucessor e, em 1991, foi também assassinado.
A Índia é uma república federal constituída por 50 estados e 7 territórios unidos. A Constituição de 1950 é baseada no modelo britânico de governo parlamentar. Atualmente, o país vive um regime político multipartidário com um Parlamento, em que o primeiro-ministro governa com um Conselho dos Estados e com uma Câmara do Povo.
Uma catástrofe natural abalou o país a 26 de dezembro de 2004. Nesse dia, registou-se o maior terramoto dos últimos tempos (8,9 graus da escala de Richter) com epicentro ao largo da ilha indonésia de Samatra. Este sismo originou maremotos que assolaram a costa de vários países do sudeste asiático, como o Sri Lanka, o mais afetado, seguido da própria Indonésia, em terceiro a Índia e depois a Tailândia, a Malásia, as Maldivas e o Bangladesh, tendo provocado milhares de mortos e de desalojados.
Partilhar
Como referenciar
Porto Editora – Índia na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2022-07-01 15:51:54]. Disponível em
Artigos
ver+

Livros & Autores

Baiôa sem data para morrer

Rui Couceiro

O Dicionário das Palavras Perdidas

O Crespos

Adolfo Luxúria Canibal

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais