Livros e Autores

Abelhas Cinzentas

Andrei Kurkov

A aldeia das almas desaparecidas

Richard Zimler

A Intuição da Ilha

Pilar del Río

Bom português

puder ou poder?

ver mais

trás ou traz?

ver mais

impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais

Jardim Zoológico de Lisboa

O Jardim Zoológico de Lisboa abriu ao público em 1884 no Parque de São Sebastião da Pedreira, por iniciativa de Pedro van der Laan e José Thomaz Sousa Martins, que contaram com o apoio do rei D. Fernando e do zoólogo e poeta José Vicente Barboza du Bocage. O jardim zoológico, o primeiro parque com fauna e flora da Península Ibérica, foi transferido em 1905 para a Quinta das Laranjeiras, onde se fixou definitivamente.
Este parque, para além de servir para entretenimento e diversão, tem preocupações a nível de conservação da Natureza, nomeadamente através da educação.
Ao todo tem mais de 350 espécies animais, entre mamíferos, aves, répteis e anfíbios. As principais atrações são elefantes, pinguins, macacos, pandas, leões, golfinhos, focas, coalas e o Reptiliário, um espaço só para répteis. Os golfinhos são protagonistas de espetáculos diários num espaço próprio, a Baía dos Golfinhos, juntamente com leões-marinhos e focas.
Turaco-violeta (<i>Musophaga violacea</i>) no Jardim Zoológico de Lisboa
Teleférico no Jardim Zoológico de Lisboa
Águia-de-asa-redonda no Jardim Zoológico de Lisboa
Espetáculo na Baía dos golfinhos no Jardim Zoológico de Lisboa
O zoo está ainda dotado de restaurantes, bares, loja, teleférico e de um parque de animação com cinema a três dimensões, jogos de vídeo, carrossel, barcos telecomandados e um lago.
O parque foi fornecido com bastantes animais oriundos de África e do Brasil, o que permitiu a obtenção de uma coleção bastante diversificada de espécies exóticas. Estes animais eram enviados por governadores das antigas províncias ultramarinas portuguesas.
Após a revolução do 25 de abril de 1974 e consequente independência das colónias portuguesas, diminuíram substancialmente as remessas de animais. Esta situação, associada ao corte de apoios estatais, levou a que o Jardim Zoológico não pudesse renovar o parque animal, levando a uma diminuição de público.
Em 1990, o Conselho de Administração do espaço adotou uma nova política e procedeu à modernização do espaço e dos serviços de apoio, nomeadamente no que se refere às condições de vida dos animais. Assim, foi aumentada a coleção de animais e melhoradas as condições a nível de instalações, alimentação e serviços veterinários. Paralelamente, foram criados serviços comerciais, de marketing, de relações públicas e de imprensa, tendo em vista captar mais público.
A nível de visitantes, a administração criou um serviço de promoção para a conservação através de um Centro Pedagógico.
O Jardim Zoológico foi distinguido pela Câmara Municipal de Lisboa,em 1952, com a Medalha de Ouro da Cidade.
Partilhar
Como referenciar
Porto Editora – Jardim Zoológico de Lisboa na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2022-11-28 11:48:40]. Disponível em
Livros e Autores

Abelhas Cinzentas

Andrei Kurkov

A aldeia das almas desaparecidas

Richard Zimler

A Intuição da Ilha

Pilar del Río

Bom português

puder ou poder?

ver mais

trás ou traz?

ver mais

impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais