Livros & Autores

Baiôa sem data para morrer

Rui Couceiro

O Dicionário das Palavras Perdidas

O Crespos

Adolfo Luxúria Canibal

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais

João Malaca Casteleiro

Linguista, investigador e professor universitário português, nascido a 29 de agosto de 1936 na Covilhã, morreu em Lisboa a 7 de fevereiro de 2020.

Licenciado em Filologia Românica e doutorado em Linguística Portuguesa, lecionou no ensino secundário antes de seguir carreira na docência universitária.

Presença regular em congressos e conferências em Portugal e no estrangeiro, Malaca Casteleiro ingressou na Academia das Ciências de Lisboa em 1979.

Desde 1980, editou obras como A Língua e a Sua Estrutura, A Língua Portuguesa e a Expansão do Saber, Nouvelles Perspetives pour l'Enseignement du Portugais en tant que Langue Étrangère, A Língua Portuguesa em África e A Língua Portuguesa no Oriente: Do Séc. XVI à Atualidade.

Em 1981 foi distinguido com o Grande Prémio Internacional de Linguística Lindley Cintra, da Sociedade de Língua Portuguesa.

Partilhar
Como referenciar
Porto Editora – João Malaca Casteleiro na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2022-08-16 11:35:03]. Disponível em

Livros & Autores

Baiôa sem data para morrer

Rui Couceiro

O Dicionário das Palavras Perdidas

O Crespos

Adolfo Luxúria Canibal

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais