Livros & Autores

O Crespos

Adolfo Luxúria Canibal

Morte no estádio

Francisco José Viegas

Violeta

Isabel Allende

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais

Jogo dos erros

Joel Schumacher

Realizador norte-americano, Joel Schumacher nasceu a 29 de agosto de 1939, em Nova Iorque. Com o curso de Desenho Técnico, trabalhou até aos 35 anos como costureiro e desenhador de moda, colaborando em alguns filmes como figurinista. Tirou um curso breve de realizador de cinema e, em 1974, estreou-se como diretor profissional no telefilme The Virginia Hill Story (1974). Não satisfeito com o seu trabalho, decidiu tornar-se argumentista: o seu primeiro guião foi o da comédia Car Wash (1976), protagonizada por Richard Pryor, que teve modestos resultados de bilheteira. Seguiu-se o discreto musical negro Sparkle (1976) e o falhado The Wiz (1978), uma das raras incursões de Michael Jackson no cinema. O primeiro trabalho de Schumacher como realizador cinematográfico foi a comédia The Incredible Shrinking Woman (1981), onde a atriz Lily Tomlin desempenhou um triplo papel. O filme passou despercebido entre o público, mas recebeu elogios da crítica devido à sua direção artística. Seguiram-se St. Elmo's Fire (1985), que projetou atores como Demi Moore, Rob Lowe e Andie MacDowell, The Lost Boys (Os Rapazes da Noite, 1987) e Cousins (Entre Primos, 1989), a primeira incursão do realizador no campo da comédia romântica. A década de 90 possibilitou a Schumacher a expressão de um cinema mais comercial. Esse trajeto iniciou-se com Flatliners (Linha Mortal, 1990), um drama sobrenatural sobre um conjunto de estudantes de Medicina que desenvolvem um processo arriscado de estudo da vida para além da morte. O filme, protagonizado por Julia Roberts e Kiefer Sutherland, foi um êxito. O realizador trabalhou novamente com Roberts no filme romântico Dying Young (A Escolha do Amor, 1991), onde encarnou uma enfermeira que aceita cuidar de um jovem (Campbell Scott) prestes a morrer de leucemia, acabando por apaixonar-se. Falling Down (Um Dia de Raiva, 1993) marcou uma abrupta rutura com a filmografia anterior de Schumacher. Violenta crítica à sociedade urbana, Michael Douglas desempenhou o papel de um executivo de Los Angeles que sucumbe psicologicamente ao stress profissional e a um casamento falhado, iniciando um percurso de violência gratuita. O seu projeto seguinte foi mais convencional: a adaptação do romance de John Grisham The Client (O Cliente, 1994), que valeu pelo excelente trabalho dos atores Tommy Lee Jones e, especialmente, de Susan Sarandon, nomeada para o Óscar de Melhor Atriz. Schumacher, devido à sua fama de não ultrapassar o orçamento das rodagens, foi a primeira escolha da Warner para substituiram Tim Burton na realização do terceiro filme da saga do homem-morcego: Batman Forever (Batman Para Sempre, 1995). A vivacidade e dinamismo do filme substituiu a visão gótica que Burton impôs nos filmes anteriores. Já o quarto filme Batman and Robin (Batman e Robin, 1997) desapontou o público pela inconsistência narrativa e pela falta de carisma de George Clooney, na composição do herói. Pelo meio, o realizador assinou um drama racial: A Time To Kill (Tempo de Matar, 1996), sobre um homem negro (Samuel L. Jackson) que é levado a tribunal por ter assassinado os violadores da sua filha. Assinou ainda Bad Company (Más Companhias, 2002), uma comédia policial com Anthony Hopkins e Chris Rock, Phone Booth (Cabine Telefónica, 2003), um thriller protagonizado por Colin Farrell, e The Phantom of the Opera (O Fantasma da Ópera, 2004), uma adaptação cinematográfica da obra homónima de Andrew Lloyd Webber, na qual participam Gerard Butler, Minnie Driver e Patrick Wilson, entre outros atores.
Poster de "Phone Booth" (Cabine Telefónica), filme realizado por Joel Schumacher, estreado em 2003
Partilhar
Como referenciar
Porto Editora – Joel Schumacher na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2022-05-28 09:26:45]. Disponível em
Artigos
ver+

Livros & Autores

O Crespos

Adolfo Luxúria Canibal

Morte no estádio

Francisco José Viegas

Violeta

Isabel Allende

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais

Jogo dos erros