Livros & Autores

O Dicionário das Palavras Perdidas

O Crespos

Adolfo Luxúria Canibal

Morte no estádio

Francisco José Viegas

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais

José de Arimateia

Novela de cavalaria, conservada no Arquivo Nacional e Torre do Tombo, cópia do século XVI de um original do século XIV, que corresponde a uma tradução portuguesa do ciclo do Graal e que constitui, seguido de Merlim e da Demanda do Graal, a primeira parte da trilogia atribuída a Robert de Boron. A novela inicia-se com uma visão divina durante a qual o narrador recebe, através de um livro, todo o saber de Deus e o conhecimento do itinerário do Santo Graal. Impregnada de misticismo, a obra narra a história de José que recolhe o sangue da Paixão de Cristo no vaso eucarístico da Última Ceia, o Graal, e que, preso pelos judeus, após a Ressurreição, se alimentou pelo Graal durante cerca de 36 anos, até ser libertado pelo imperador Vespasiano. Embarca então para o Norte de África, onde converterá o rei Mordain. A história continua com a missionação de José e de seu filho Josefes e com a transmissão da incumbência de guarda do Graal de geração em geração, até chegar a Lancelot.
Partilhar
Como referenciar
Porto Editora – José de Arimateia na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2022-06-30 18:16:20]. Disponível em

Livros & Autores

O Dicionário das Palavras Perdidas

O Crespos

Adolfo Luxúria Canibal

Morte no estádio

Francisco José Viegas

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais