Livros & Autores

Baiôa sem data para morrer

Rui Couceiro

O Dicionário das Palavras Perdidas

O Crespos

Adolfo Luxúria Canibal

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais

Jogo dos erros

Jose Lopez Portillo

Político e governante mexicano nascido em 1921, no México, filho de um soldado.
Depois de completar os estudos superiores, tornou-se professor de Ciência Política na Universidade Autónoma Nacional.
Em 1945 ingressou no Partido Revolucionário Internacional (PRI) e foi subindo na hierarquia partidária ao longo dos anos.
Durante as décadas de 60 e de 70, Portillo terá estado envolvido num combate pouco ortodoxo contra camponeses rebeldes e estudantes de esquerda, casos que aquando da sua morte ainda estavam a ser investigados.
Portillo era Secretário do Tesouro quando o então presidente Luís Echeverria o escolheu para sucessor, o que não foi difícil de concretizar dada a total superioridade do PRI no México.
Em 1976, Portillo chegou à presidência do México, cargo que desempenhou até 1982. Quando assumiu a presidência o país atravessava a pior crise económica da sua história desde o final da Segunda Guerra Mundial. Na sua campanha, prometeu prosperidade para todos, nomeadamente para milhões de mexicanos que viviam abaixo do limiar da pobreza. Para tal, apoiou-se em novas explorações de petróleo que levaram prosperidade ao país. Mas, ao mesmo tempo, permitiu a criação de muitos casos de abuso de poder por parte de governantes. Assim, o seu mandato acabou por ser considerado o mais corrupto de sempre no México.
Entretanto, a crise económica internacional e a baixa do preço do petróleo levaram-no a desvalorizar o peso, a moeda nacional, a nacionalizar a banca e trocar os dólares depositados pelo desvalorizado peso, ganhando a inimizade da classe média. Quando deixou a presidência, o México atravessava uma crise económica ainda mais grave do que em 1976. Na sua última alocução sobre o Estado da Nação dirigida ao congresso mexicano pediu desculpa por não ter feito tudo pelos mexicanos pobres.
Após abandonar a presidência em 1982, separou-se da mulher e iniciou uma relação com a antiga Secretária do Turismo do seu Governo, passando a viver em Espanha. Entretanto, separaram-se e Portillo regressou ao México, onde casou com a estrela de cinema Sasha Montenegro.
José Lopez Portillo morreu com 83 anos, a 17 de fevereiro de 2004, num hospital na Cidade do México, devido a uma pneumonia.
Partilhar
Como referenciar
Porto Editora – Jose Lopez Portillo na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2022-08-11 09:35:32]. Disponível em

Livros & Autores

Baiôa sem data para morrer

Rui Couceiro

O Dicionário das Palavras Perdidas

O Crespos

Adolfo Luxúria Canibal

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais

Jogo dos erros