Livros & Autores

Baiôa sem data para morrer

Rui Couceiro

O Dicionário das Palavras Perdidas

O Crespos

Adolfo Luxúria Canibal

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais

Jogo dos erros

Kevin Spacey

Ator norte-americano, Kevin Spacey Fowler nasceu a 26 de julho de 1959, em New Jersey, EUA. Em 1981, depois de ser expulso de uma academia militar, inscreve-se num curso de Arte Dramática, em Los Angeles. Nesse ano, num festival de teatro realizado em Nova Iorque, pisa pela primeira vez os palcos com a peça Henry IV de William Shakespeare. Aos 27 anos, estreia-se no cinema num minúsculo papel, ao lado de Meryl Streep e Jack Nicholson, em Heartburn (A Difícil Arte de Amar, 1986). Aos poucos, vai construindo uma sólida carreira na Broadway, chegando mesmo a ganhar um Tony, em 1991. O seu primeiro papel cinematográfico de destaque foi o do assassino em série de Se7en (Sete Pecados Mortais, 1995). O filme foi um sucesso à escala mundial e Spacey foi bastante elogiado pela crítica. Seguiu-se a sua interpretação de Roger Kint, o brilhante chefe do crime que consegue esconder da Polícia a sua verdadeira identidade em The Usual Suspects (Os Suspeitos do Costume, 1995). A sua brilhante atuação valeu-lhe um Globo de Ouro e o Óscar para Melhor Ator Secundário. Seguiram-se outros papéis importantes: o de promotor público em A Time to Kill (Tempo de Matar, 1996), ao lado de Sandra Bullock e Samuel L. Jackson; o de detetive corrupto em L.A Confidential (1997), onde contracenou com Russell Crowe e Kim Basinger; o de "bon vivant" excêntrico em Midnight in the Garden of Good and Evil (Meia-Noite no Jardim do Bem e do Mal, 1997) dirigido por Clint Eastwood; e o de negociador de reféns no filme de ação The Negociator (O Negociador, 1998), novamente ao lado de Samuel L. Jackson. Ganha novamente o Óscar, desta vez para Melhor Ator, pela sua sóbria atuação como Lester Burnham, um homem de meia-idade à beira de um esgotamento e que se torna obcecado pela melhor amiga da sua filha no drama American Beauty (Beleza Americana, 1999). Spacey nunca escondeu a sua admiração profunda pelo ator Jack Lemmon, que considerava o seu guru, tendo mesmo protagonizado um dos momentos mais comoventes da história da estação televisiva CNN quando, a 28 de junho de 2001, no dia seguinte à morte de Jack Lemmon, fez um discurso de despedida ao veterano ator no programa Larry King Live. Desde então, tornou-se um dos atores mais requisitados de Hollywood, protagonizando Pay It Forward (Favores em Cadeia, 2000), The Shipping News (2001), The Life of David Gale (Inocente ou Culpado?, 2003) e Beyond the Sea, um filme que ele mesmo dirigiu em 2004.
Cartaz de "American Beauty" (Beleza Americana), um filme realizado por Sam Mendes, em 1999, no qual participam, entre outros, Annette Bening e Kevin Spacey
Partilhar
Como referenciar
Porto Editora – Kevin Spacey na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2022-08-16 14:17:49]. Disponível em
Artigos
ver+

Livros & Autores

Baiôa sem data para morrer

Rui Couceiro

O Dicionário das Palavras Perdidas

O Crespos

Adolfo Luxúria Canibal

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais

Jogo dos erros