Livros & Autores

Baiôa sem data para morrer

Rui Couceiro

O Dicionário das Palavras Perdidas

O Crespos

Adolfo Luxúria Canibal

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais

Kurt Lewin

Psicólogo social alemão, Kurt Lewin nasceu a 9 de setembro de 1890, na pequena aldeia de Mogilno, na Alemanha, país onde estudou nas Universidades de Freiburg, Munique e Berlim, tendo-se doutorado nesta última em 1914. Após ter servido no exército alemão durante a Primeira Guerra Mundial, juntou-se ao Instituto de Psicanálise de Berlim. Em 1933 mudou-se para os Estados Unidos da América onde foi convidado para assistente na Universidade Estatal de Iowa no Iowa´s Child Welfare Research, prestando serviços nesta instituição de 1935 a 1945.
Posteriormente, fundou e tornou-se diretor do Centro de Pesquisa para Dinâmica de Grupo (Research Center for Group Dinamics) no Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT). Ocupou este cargo até à sua morte.
Lewin propôs que o comportamento humano fosse visto como parte de um continuum com variações individuais e diferentes da norma, como resultado de tensões entre as perceções do self e do ambiente. Segundo Lewin, para bem compreender e predizer o comportamento humano, é necessário ter em conta todo o campo psicológico ou espaço de vida onde cada ato do indivíduo ocorre. A totalidade dos acontecimentos no espaço de vida determina o comportamento a cada momento. Lewin tentou reforçar a sua teoria usando sistemas topológicos para ilustrar graficamente as forças psicológicas.
Kurt Lewin, psicólogo social alemão
Ao longo do seu trabalho, Lewin verificou a existência de dificuldades de comunicação junto das pessoas com quem trabalhava. Resolveu, então, convidá-las para um encontro informal para falarem de assuntos triviais surgindo, assim, o primeiro grupo de desenvolvimento pessoal. Foi ainda neste contexto que Lewin se deu conta da importância do feedback dentro de um grupo, formulando três hipóteses: a) a integração do grupo só acontece, e a criatividade só é aproveitada no bom sentido, quando a comunicação entre os membros do grupo for autêntica e aberta; b) o relacionamento humano não é um dom inato, mas sim fruto de aprendizagem; c) é necessário cada indivíduo pôr em causa os seus esquemas pessoais de comunicação normais e ter consciência de que é preciso empenho para mudar. Com base nestas hipóteses, Lewin criou o primeiro grupo de formação dirigido a docentes universitários, tendo por objetivos melhorar a comunicação, favorecer a autenticidade da comunicação e gerir o problema do relacionamento com figuras de autoridade.
Kurt Lewin devotou os últimos anos da sua vida à pesquisa da dinâmica de grupos, acreditando que os grupos alteram o comportamento individual dos seus constituintes. Na base das suas análises estão os efeitos dos métodos de liderança democrático, autocrático e de laissez-faire. Lewin afirmou estar convencido que os grupos pequenos operam com mais sucesso quando conduzidos de forma democrática.
Lewin morreu a 12 de fevereiro de 1947 em Newtonville, tendo deixado obras importantes como The research center for group dynamics at Massachusetts Institute of Technology (1945), Frontiers group dynamics (1948) e Psychologie dynamique, les relations humaines (1959).
Partilhar
Como referenciar
Porto Editora – Kurt Lewin na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2022-07-02 00:32:10]. Disponível em

Livros & Autores

Baiôa sem data para morrer

Rui Couceiro

O Dicionário das Palavras Perdidas

O Crespos

Adolfo Luxúria Canibal

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais