Livros & Autores

Baiôa sem data para morrer

Rui Couceiro

O Dicionário das Palavras Perdidas

O Crespos

Adolfo Luxúria Canibal

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais

Leconte de Lisle

Escritor francês, nascido em 1818, foi considerado o mestre do Parnasianismo francês. Publicou na revista Phalange algumas das composições que, com outras, formaram os Poèmes Antiques. O prefácio desta obra continha um verdadeiro manifesto em que proclamava o fim do Romantismo, a união da arte e da ciência e a necessidade de remontar às fontes puras da Poesia. A sua adesão ao ideal clássico de arte está patente em traduções como l'Iliade e l'Odyssée. Mas o poeta acabou por mergulhar no pessimismo e no desespero que impregnam os Poèmes Barbares, os Poèmes Tragiques e os Derniers Poèmes. Foi eleito para a Academia Francesa em 1886. Antes de morrer, em 1894, Leconte de Lisle assistiu ao triunfo do Simbolismo que, em vão, combateu, mas a sua obra permanece como um dos melhores testemunhos do Parnasianismo.
Leconte de Lisle, escritor francês
Partilhar
Como referenciar
Porto Editora – Leconte de Lisle na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2022-08-18 20:55:01]. Disponível em

Livros & Autores

Baiôa sem data para morrer

Rui Couceiro

O Dicionário das Palavras Perdidas

O Crespos

Adolfo Luxúria Canibal

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais