Livros & Autores

Baiôa sem data para morrer

Rui Couceiro

O Dicionário das Palavras Perdidas

O Crespos

Adolfo Luxúria Canibal

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais

Jogo dos erros

Lenda de Aquiles

Como relatou Homero na Odisseia, Aquiles era o mais valoroso de todos os guerreiros gregos e distinguiu-se pela sua coragem na Guerra de Troia. Filho de Tétis, deusa do mar, e de Peleu, rei dos Mirmídones, na Tessália, Aquiles foi criado pelo centauro Quíron. Ainda em criança, Tétis mergulhou-o nas águas do rio Estige para lhe dar imortalidade mas, como o segurou pelo calcanhar, esta parte do seu corpo ficou vulnerável.

Quando tinha nove anos, o profeta Calcas previu, em oráculo, que Aquiles conquistaria sozinho Troia. Tétis, temendo por Aquiles, pois sabia que ele iria ser morto em Troia, disfarçou-o de menina e escondeu-o no palácio de Licomedes, na ilha de Ciros. Os Gregos, que precisavam de Aquiles para combaterem a guerra de Troia, descobriram-no, por entre as donzelas, através de uma artimanha. Ulisses dirigiu-se ao palácio de Licomedes e ofereceu prendas, entre as quais incluiu uma espada e um escudo, às filhas do rei; em seguida, juntamente com o seu séquito, deu gritos de alerta e de perigo de invasão, e Aquiles, pensando que estavam a ser atacados, correu a segurar as armas. Desta forma, os Gregos identificaram-no e levaram-no com eles, não podendo Aquiles escapar ao seu destino.
"Aquiles Doríforo", cópia do século I d. C. de um original de bronze de Policleto (artista grego do século V a. C.), mármore, Museu Pio Clementino Vaticano

Este jovem herói participou em muitas batalhas durante a Guerra de Troia, conquistando doze cidades mas, quando o rei Agamémnon de Micenas raptou a sua amada, a virgem Briseida, Aquiles retirou os Mirmidónes da batalha e recolheu-se, desgostoso, na sua tenda. Os Troianos, animados pela sua ausência, atacaram os Gregos, fazendo-os retirar. Foi então que o seu amigo Pátrocles implorou a Aquiles que lhe emprestasse a armadura e que o deixasse conduzir os Mirmidónes, no que Aquiles consentiu. Pátrocles foi morto pelo príncipe troiano Heitor, e Aquiles voltou à batalha para vingar o amigo, matando Heitor.

Depois liderou os Gregos para mais um ataque às muralhas de Troia, sendo atingido mortalmente por Páris, irmão de Heitor, com uma seta, que, guiada por Apolo, atingiu o calcanhar de Aquiles. Diz a lenda que Tétis recolheu o corpo de Aquiles e o levou para a ilha de Leuke, na foz do Danúbio, onde, renascido, se casou com Efigénia e com ela governou a região. Como filho de um mortal e de uma deusa do mar, Aquiles tinha um estatuto especial entre os heróis gregos da Guerra de Troia.

Em criança, Tétis tinha-lhe revelado que tinha dois destinos à sua escolha: uma vida longa sem glória ou uma vida curta com glória. Assim sendo, sua opção por voltar à batalha para vingar Pátrocles foi uma viragem consciente no seu destino de herói.
Partilhar
Como referenciar
Porto Editora – Lenda de Aquiles na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2022-08-18 20:16:28]. Disponível em

Livros & Autores

Baiôa sem data para morrer

Rui Couceiro

O Dicionário das Palavras Perdidas

O Crespos

Adolfo Luxúria Canibal

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais

Jogo dos erros