Livros & Autores

Baiôa sem data para morrer

Rui Couceiro

O Dicionário das Palavras Perdidas

O Crespos

Adolfo Luxúria Canibal

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais

língua

Em Linguística Geral:

O termo língua (langue) surge, antes de mais, oposto a fala (parole), segundo F. Saussure, representando uma das dicotomias mais importantes da história da linguística.

A língua é uma entidade social e coletiva cuja atualização individual se opera pela fala. Por outras palavras, a língua é um sistema de signos com uma gramática própria, que é partilhado por uma comunidade de falantes.

Noam Chomsky revisitou a oposição língua/ fala substituindo-a pelo par competência/ performance.

Em Fonética:

órgão musculoso que constitui um articulador ativo e que intervém na produção dos sons da fala.

Outras aceções:

o termo língua entra em inúmeros pares dicotómicos, como língua natural/ língua artificial, língua materna/ língua estrangeira, língua viva/ língua morta, e em expressões como língua franca, língua oficial, línguas em contacto, família de línguas e tipologia de línguas (dentro da qual se destacam outras expressões: línguas flexionais, línguas aglutinantes, línguas isolantes).
Partilhar
Como referenciar
Porto Editora – língua na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2022-07-01 23:33:25]. Disponível em

Livros & Autores

Baiôa sem data para morrer

Rui Couceiro

O Dicionário das Palavras Perdidas

O Crespos

Adolfo Luxúria Canibal

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais