Livros e Autores

A Intuição da Ilha

Pilar del Río

Baiôa sem data para morrer

Rui Couceiro

O Dicionário das Palavras Perdidas

Palavras raras, palavras caras

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais

Lírica Consumível

Poesia de contestação social, política e poética, contemporânea dos movimentos e iniciativas que transformaram as faces da poesia nos anos 60, nomeadamente a publicação da coletânea Poesia 61 e o desenvolvimento da Poesia Concreta e Experimental. Através de um discurso atento ao peso de cada palavra na construção do todo poético, o livro de estreia de Armando Silva Carvalho destaca-se pela missão atribuída ao poeta na denúncia corrosiva do "uso / do modo como se persegue / as coisas" («As Coisas»), do fastio e preguiça que invadem a cidade, do "arame que nos enrola a todos / as marcas esquisitas os sistemas impostos / numa bandeja fulva" («5 Prosas»), redundando a oposição cidade-campo (cf. CRUZ, Gastão, 1999) não numa idealização da vivacidade campestre, mas na acusação explícita de uma cedência generalizada do homem a valores "consumíveis". O livro de Armando da Silva Carvalho retoma a deambulação urbana e a atenção ao quotidiano de Cesário para desse registo visual, reabilitando a função referenciadora da linguagem (cf. GUIMARÃES, Fernando, 1989), firmar as imagens corrosivas de uma classe média imersa num "ciclo incessante de tristeza", que "passa a vida a conversar na escada / [...] que come à mesa, lavra a jeira privada / e consome à noite a sua dose de lágrimas / sem pensar em descontos" («5 Prosas»).
Partilhar
Como referenciar
Porto Editora – Lírica Consumível na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2022-09-27 11:32:12]. Disponível em

Livros e Autores

A Intuição da Ilha

Pilar del Río

Baiôa sem data para morrer

Rui Couceiro

O Dicionário das Palavras Perdidas

Palavras raras, palavras caras

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais