Academia Virtual - O Poder da Voz

Livros e Autores

A Intuição da Ilha

Pilar del Río

Baiôa sem data para morrer

Rui Couceiro

O Dicionário das Palavras Perdidas

Palavras raras, palavras caras

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais

Literatura de Hoje

Folheto publicado em janeiro de 1866 no Jornal do Porto, com o qual Ramalho Ortigão toma parte na Questão Coimbrã, respondendo quer à Carta ao Editor de António Feliciano de Castilho, publicada com o Poema da Mocidade, de Pinheiro Chagas, quer aos panfletos Bom Senso e Bom Gosto e A Dignidade das Letras e as Literaturas Oficiais, de Antero de Quental, e As Teocracias Literárias, de Teófilo Braga. Ramalho, que quatro anos antes, a propósito da polémica despoletada pela Conversação Preambular de António Feliciano de Castilho inserta no poema D. Jaime, de Tomás Ribeiro, se manifestara contra o chamado Grupo do Elogio Mútuo, assume neste texto uma posição imparcial: critica Castilho por ter recomendado Pinheiro Chagas para a cadeira de Literatura Contemporânea no Curso Superior de Letras e pela inconsistência da sua crítica literária, mas censura veementemente Antero e Teófilo pela vacuidade das suas teorias filosóficas e estéticas e por desrespeitarem o velho Castilho. Na sequência deste texto, Antero desafiou Ramalho em duelo, episódio que curiosamente viria a assinalar o início da amizade entre os dois escritores.
Partilhar
Como referenciar
Porto Editora – Literatura de Hoje na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2022-09-29 11:41:38]. Disponível em
Partilhar
Como referenciar
Porto Editora – Literatura de Hoje na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2022-09-29 11:41:38]. Disponível em

Livros e Autores

A Intuição da Ilha

Pilar del Río

Baiôa sem data para morrer

Rui Couceiro

O Dicionário das Palavras Perdidas

Palavras raras, palavras caras

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais