Livros & Autores

Baiôa sem data para morrer

Rui Couceiro

O Dicionário das Palavras Perdidas

O Crespos

Adolfo Luxúria Canibal

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais

Lituânia

Geografia
País do Nordeste da Europa. A Lituânia, um dos chamados Estados Bálticos, faz fronteira com a Letónia, a norte, a Bielorrússia, a leste e a sudeste, a Polónia, a sul, e o enclave de Kaliningrado (Rússia), a sudoeste, e é banhada, a oeste, pelo mar Báltico. Possui uma área de 65 200 km2. As cidades mais importantes são Vilnius, a capital, com 544 000 habitantes (2004), Kaunas (380 100 hab.), Klaipeda (193 500 hab.), Siauliai (134 300 hab.), Panevezys (120 100 hab.) e Alytus (71 700 hab.).
Clima
Bandeira da Lituânia
A Encosta das Cruzes, em Siauliai
O clima é de transição entre o clima temperado marítimo e o clima temperado continental. A precipitação ocorre durante todo o ano mas os valores máximos registam-se no verão.
Economia
Embora, a partir da década de 1940, a Lituânia se tenha industrializado rapidamente, a economia continua a ser tradicionalmente agrícola. As culturas dominantes são a batata, o trigo, a cevada, a beterraba, o centeio e a couve e destinam-se, sobretudo, ao mercado russo. O país depende das importações de matérias-primas e de combustíveis. As principais produções industriais são os produtos alimentares, os têxteis e as confeções, os produtos químicos e os lanifícios. Grande parte das exportações é constituída por maquinaria e produtos alimentares. Os principais parceiros comerciais da Lituânia são a Rússia, a Alemanha, a Bielorrússia e a Polónia.
Indicador ambiental: o valor das emissões de dióxido de carbono, per capita (toneladas métricas, 1999), é de 3,8.
População
A população é de 3 610 535 habitantes (2006), o que corresponde a uma densidade populacional de 55,16 hab./km2. As taxas de natalidade e de mortalidade são, respetivamente, de 10%o e 12%o. A esperança média de vida é de 74,2 anos. O valor do Índice do Desenvolvimento Humano (IDH) é de 0,824 e o valor do Índice de Desenvolvimento ajustado ao Género (IDG) é de 0,823 (2001). Estima-se que, em 2025, a população diminua para 3 519 000 habitantes. As principais etnias são a lituana (81%), a russa (8%) e a polaca (7%). A religião com maior expressão é o catolicismo (79%). A língua oficial é o lituano.
História
Em 1386, o grão-duque lituano tornou-se rei da Polónia e, por isso, os dois países formaram o Império Polaco-Lituano Católico Romano, durante cerca de 400 anos. Com as invasões alemãs, suecas e russas, o império entrou em declínio e, em 1795, com a Terceira Partição da Polónia, a Lituânia passou para o domínio russo. No século XIX, a resistência levou a revoltas camponesas, a uma emigração maciça para a América do Norte e ao despontar de um movimento nacionalista que se manteve ativo até à década de 1950. Em 1918, enquanto o território se encontrava ocupado pelos Alemães, a população proclamou a independência. Depois de várias lutas entre os russos bolcheviques, os polacos e os lituanos, em 1920, a União Soviética assinou um tratado de paz com a Lituânia e tornou-a independente. Nesse ano, subiu ao Poder um Governo democrático de coligação mas, em 1926, um golpe militar pôs fim à democracia parlamentar. Em 1939, o país foi obrigado a aceitar a instalação de bases militares soviéticas no seu território e, no ano seguinte, o Exército Vermelho Soviético ocupou a Lituânia, que passou a integrar a União Soviética. A Alemanha nazi ocupou o território entre 1941 até o Exército Vermelho libertar o território, em 1944. Nos anos seguintes, a economia nacional foi coletivizada e seguiu, assim, os padrões soviéticos.
Quando Mikhail Gorbachev começou a liberalizar o regime soviético, em meados da década de 1980, o nacionalismo lituano ressurgiu. Em 1990, o país declarou a independência e, um ano mais tarde, alcançou a independência total. Atualmente, as escolhas económicas da Lituânia revelam uma certa contradição, pois as privatizações excluem setores estratégicos, como os transportes, a energia, as comunicações e os portos.
A Lituânia aderiu formalmente à União Europeia no dia 1 de maio de 2004 numa cerimónia realizada em Dublin.
Partilhar
Como referenciar
Porto Editora – Lituânia na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2022-07-02 11:43:09]. Disponível em

Livros & Autores

Baiôa sem data para morrer

Rui Couceiro

O Dicionário das Palavras Perdidas

O Crespos

Adolfo Luxúria Canibal

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais