Livros & Autores

Baiôa sem data para morrer

Rui Couceiro

O Dicionário das Palavras Perdidas

O Crespos

Adolfo Luxúria Canibal

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais

Lobamba

Aspetos Geográficos
Capital legislativa da Suazilândia, Lobamba situa-se na parte ocidental do país, no vale de Ezulwini. Fica a apenas 16 km de Mbabane, a capital administrativa do país, um território muito pequeno cercado entre a África do Sul e Moçambique. Possui apenas cerca de 6000 habitantes (2005).
História e Monumentos
No início do século XIX, estabeleceu-se no território um reinado swazi, uma tribo bantu, liderado pelo rei Sobhuza I. Pouco depois iniciou-se a colonização da área pelos primeiros brancos. Depois da guerra da África do Sul, entre 1899 e 1902, o país tornou-se um protetorado britânico. A 6 de setembro de 1968, contudo, ganhou a independência em relação à Grã-Bretanha, ficando Lobamba como sua capital real e legislativa. Desde essa altura que se vivem lutas entre apoiantes da democracia e do regime monárquico. Entre os seus principais monumentos, destacam-se o Parlamento e o Palácio Estatal de Embo.
Aspetos Turísticos e Curiosidades
A cidade é a sede do parlamento e da residência da rainha-mãe (conhecida como Indovuzaki) e do rei. É, de acordo com a tradição swazi, a sede espiritual da nação devido a albergar a residência da rainha-mãe. Lobamba é especialmente famosa por duas cerimónias: a Dança Reed, celebrada em agosto e setembro em honra da rainha-mãe, e a Incwala Kingship, realizada entre dezembro e janeiro em honra do rei. Estas cerimónias incluem danças e cantares em trajes tradicionais. Algumas das principais atrações da cidade são o Kraal Real, o Museu Nacional Swazi e um museu dedicado ao rei Sobhuza II, penúltimo monarca do país.

Economia
Apesar de ser a capital legislativa do país, Lobamba é uma pequena cidade com pouca atividade económica. Reflete, aliás, a pobreza generalizada de um país que faz assentar a sua economia na exportação de produtos alimentares, nomeadamente o açúcar, e ainda do carvão e dos diamantes. Parte importante da sua atividade económica é fomentada por investimento estrangeiro.
Partilhar
Como referenciar
Porto Editora – Lobamba na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2022-07-04 06:26:33]. Disponível em

Livros & Autores

Baiôa sem data para morrer

Rui Couceiro

O Dicionário das Palavras Perdidas

O Crespos

Adolfo Luxúria Canibal

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais