Livros & Autores

O Crespos

Adolfo Luxúria Canibal

Morte no estádio

Francisco José Viegas

Violeta

Isabel Allende

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais

Jogo dos erros

Londres

Aspetos Geográficos
Londres, a capital do Reino Unido, localiza-se na Grã-Bretanha, mais precisamente em Inglaterra, na região do Sudeste. Situa-se a 100 km da foz do rio Tamisa, estendendo-se ao longo das suas duas margens. A sua população é de 7 465 100 habitantes e 46% correspondem a minorias raciais. A sua área metropolitana é constituída por 32 distritos, formando uma grande metrópole de 1579 km2.
O natural ou habitante de Londres denomina-se londrino.
Torre de Londres
Catedral de S. Paulo, construída no século XVII
Big Ben e Palácio de Westminster, onde se reúne o parlamento britânico
Turistas em Londres (Big Ben e Parlamento ao fundo)
Guarda inglês
Guarda londrino a cavalo
Big Ben
Armazéns Harrods
Tower Bridge, sobre o rio Tamisa
Torre do Big Ben, em Londres, obra do arquiteto inglês Charles Barry
Palácio de Buckingham
Entrada dos armazéns Harrods, um importante e conhecido centro da moda em Londres
História e Monumentos
Londres foi fundada pelos Romanos no século I, quanto estes ocuparam a praça celta de Londinium e transformaram a cidade num porto de embarque de minerais e cereais, que levou ao desenvolvimento de uma região agrícola e industrial próspera. A construção da ponte sobre o rio Tamisa, no ano 50 d. C., tornou-a um importante centro de comunicações, comercial e administrativo. No século II foi muralhada e mesmo com a queda do Império Romano a cidade manteve a mesma atividade económica até ao século IX, quando foi arrasada pelos Vikings. Só no reinado de Eduardo, iniciado em 1042, a cidade conseguiu estabilidade e autonomia política. Em 1348 foi assolada pela peste negra, que vitimou quase metade da população, voltando a florescer económica e culturalmente no reinado de Isabel lI, com a partida das embarcações para a América e Índia em busca de riquezas. Foi nesta altura que surgiram na cidade de Londres pessoas como o dramaturgo W. Shakespeare. Com o advento da Revolução Industrial aumentaramm os postos de trabalho e a população da cidade multiplicou-se várias vezes. O dinamismo industrial manteve-se até à Primeira Guerra Mundial e no final da década de 20 sofreu os efeitos da Depressão. Esta seria muito maior com o final da Segunda Grande Guerra, com a morte de 10 mil habitantes e uma extensa destruição. Com o cessar do conflito, a reconstrução fez-se lentamente e em 1950 a maior parte da cidade havia já sido recuperada, conservando-se cuidadosamente os edifícios mais significativos, como muitas das antigas igrejas, e construindo novos, como é o caso do edifício mais alto da Grã-Bretanha, o Canary Warf Tower, de 224 m de altura.
A Catedral de Saint Paul é um dos símbolos da cidade de Londres e está localizada no extremo ocidental da cidade. Esta possui um museu que reúne as joias da Coroa, uma coleção de armas e de armaduras. É um dos templos utilizados nas celebrações solenes da casa real e onde se encontra o túmulo do duque de Wellington. A Torre de Londres corresponde a uma fortaleza normanda construída no século XI e possui seis torres e dois portões, situando-se a sudeste. A Abadia de Westminster é a igreja mais famosa de Inglaterra e está construída em estilo gótico. Outros monumentos emblemáticos da cidade londrina são o Palácio de Westminster, que é o edifício do Parlamento; o Saint James Palace, residência oficial do Príncipe de Gales, e o Palácio de Buckingham, residência da rainha em Londres.
Aspetos Turísticos e Curiosidades
Os teatros e áreas comerciais mais conhecidos localizam-se em West End, no centro de Londres. O Teatro Nacional e a Royal Opera House estão em Covent Garden. O coração administrativo e centros governamentais encontram-se seguindo a curva do rio Tamisa rumo ao sul. Também aqui se localiza o Hyde Park - o pulmão de Londres, que é o maior espaço aberto da cidade e que nos leva às áreas residenciais de luxo, onde se localizam os famosos armazéns Harrods e o Royal Albert Hall. Mais retirados, mas de grande interesse histórico, estão os distritos residenciais de Greenwich e Wimbledon. O jardim zoológico está integrado no Regent´s Park, situado a norte de West End.
O Museu Britânico localiza-se em Bloomsbury e é um dos maiores e mais famosos do mundo, reunindo coleções egípcias, clássicas, saxónicas e de épocas mais recentes. Neste museu encontra-se situada a Biblioteca Britânica. O Museu Victoria e Alberto, em South Kensington, está dedicado a objetos de artesanato e decorativos de todo o Mundo. Na mesma zona situam-se os museus de História Natural, de Geologia e o da Ciência. Na City fica o Museu de Londres, que faz a retrospetiva histórica da cidade.
Economia
Corresponde a um importante foco cultural e financeiro e não existe nesta cidade apenas um órgão de Governo para todos os municípios. A economia desenvolveu-se inicialmente em torno da sua atividade portuária, que atualmente só detém 10% do tráfego comercial do Reino Unido. A sua economia baseia-se nas atividades financeiras - a Bolsa de Londres é um dos maiores mercados de valores do Mundo; no setor turístico; no dos serviços, em que se destacam os seguros; e no setor docente, pois 6% dos postos de trabalho estão concentrados em universidades muito prestigiadas, instituições académicas e de cultura. O número de empregados na indústria tem diminuído, absorvendo apenas 10% do emprego. Esta reduzida percentagem corresponde a indústria de ponta, farmacêutica, produtos eletrónicos, têxtil e da cerveja.
A melhor opção para as deslocações em Londres é o transporte público: metro, autocarro, táxi e a rede ferroviária, no caso das deslocações para os arredores. É da estação de Victoria que partem os comboios para os portos do canal da Mancha. As ligações são rápidas e cómodas. Existem vários aeroportos, todos eles ligados ao centro pelo metro e por autocarro, mas o mais próximo é o de Heathrow, a 24 km a oeste de Londres. O aeroporto de Gatwick está a 45 km a sul da cidade, o de Luton fica a 48 km a norte e o de Stausted está a nordeste, a 59 km. Os autocarros "Jetlink 747" asseguram as ligações entre eles.
Partilhar
Como referenciar
Porto Editora – Londres na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2022-05-29 06:07:12]. Disponível em
Artigos
ver+

Livros & Autores

O Crespos

Adolfo Luxúria Canibal

Morte no estádio

Francisco José Viegas

Violeta

Isabel Allende

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais

Jogo dos erros