Livros e Autores

A Intuição da Ilha

Pilar del Río

Baiôa sem data para morrer

Rui Couceiro

O Dicionário das Palavras Perdidas

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais

Lucille Ball

Atriz norte-americana nascida em 1911 que se especializou em registos cómicos. Desde criança que acalentou o sonho de ser atriz, tendo feito teatro escolar e amador. Em 1926, matriculou-se num curso de Drama de uma escola em Manhattan, mas os seus professores dissuadiram-na de seguir uma carreira artística devido à sua extrema timidez. Não obstante, em 1933 conseguiu ser contratada por Samuel Goldwyn para integrar um grupo de coristas intitulado Goldwyn Girls. Nesse âmbito, figurou em diversos musicais de Hollywood. Entre 1935 e 1941, participou em cerca de quatro dezenas de filmes B, desempenhando quase sempre papéis secundários. Em 1940, casou-se com Desi Arnaz, um músico cubano, mas a sua ligação não foi bem aceite pelos patrões de Hollywood. Apesar disso, o casal teve a oportunidade de protagonizar a série televisiva que lhes trouxe a fama a nível mundial: a sitcom I Love Lucy (1951-57). Com o êxito da série, Lucille tornou-se na atriz mais popular e mais bem paga dos Estados Unidos. Apesar de se ter divorciado em 1960, o seu sucesso continuou, dividindo-se entre novas séries televisivas e a Broadway. Em 1974, investiu a maior parte da sua fortuna na adaptação cinematográfica de um musical da Broadway: Mame (1974). Os resultados de bilheteira foram catastróficos, obrigando-a a dedicar-se à produção de séries televisivas. A sua última aparição como atriz foi na sitcom Life With Lucy (1986), que só duraria uma temporada. Morreu em 1989 na sua mansão de Beverly Hills, vítima de um aneurisma da aorta.
Partilhar
Como referenciar
Porto Editora – Lucille Ball na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2022-09-25 02:31:16]. Disponível em

Livros e Autores

A Intuição da Ilha

Pilar del Río

Baiôa sem data para morrer

Rui Couceiro

O Dicionário das Palavras Perdidas

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais