Livros & Autores

Baiôa sem data para morrer

Rui Couceiro

O Dicionário das Palavras Perdidas

O Crespos

Adolfo Luxúria Canibal

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais

Jogo dos erros

Luís Osório

Aristocrata de tendências liberais, Luís Osório Pereira da Cunha de Castro, nascido em 1860 e falecido em 1900, filho do visconde de Proença-a-Velha, frequentou a Universidade de Coimbra, onde se tornou conhecido entre a juventude académica como poeta e recitador. A sua obra poética revela influências românticas e parnasianas, destacando-se, sobretudo nos livros que surgem como resposta ao afrontoso Ultimato inglês (Um grito e Poemas portugueses, ambos de 1890), pelo fervor nacionalista.
Luís Osório (1860-1900), poeta que revela influências românticas e parnasianas
Partilhar
Como referenciar
Porto Editora – Luís Osório na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2022-08-17 10:48:47]. Disponível em

Livros & Autores

Baiôa sem data para morrer

Rui Couceiro

O Dicionário das Palavras Perdidas

O Crespos

Adolfo Luxúria Canibal

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais

Jogo dos erros