Livros & Autores

Baiôa sem data para morrer

Rui Couceiro

O Dicionário das Palavras Perdidas

O Crespos

Adolfo Luxúria Canibal

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais

Maria do Carmo Fonseca

Cientista e investigadora portuguesa nascida em 1959.
Em 1983, licenciou-se em Medicina, pela Universidade de Lisboa. Fez também estudos complementares em instituições como o Laboratório Europeu de Biologia Molecular, na Alemanha. Entretanto, tornou-se docente da Faculdade de Medicina de Lisboa e chegou a professora catedrática.
Entre 1998 e 1999, pertenceu a um comité de aconselhamento para investigação do genoma ligado à Comissão Europeia.
A partir de 2001, passou a coordenar o Instituto de Medicina Molecular (IMM) da Faculdade de Medicina, depois de ter sido, durante cinco anos, chefe executiva do Departamento de Biologia Molecular e Celular do Centro de Pesquisa Biomédica (CEBIP) da Universidade de Lisboa.
Já como diretora do Laboratório de Biologia Celular e Molecular, parte integrante do IMM, em novembro de 2002, recebeu em Espanha o Prémio DuPont de Ciência, graças ao seu trabalho em matéria de genética molecular. Foi a primeira vez que este galardão ibérico, criado em 1992, foi entregue a uma mulher. Antes já havia sido distinguida por três vezes com o Prémio de Investigação Pfizer, atribuído pela Sociedade das Ciências Médicas, de Lisboa. Em 1993, havia sido galardoada com o prémio José Sala-Trepat, da Fundação de France/Institut Pasteur, em Paris.
A investigadora, que pertence à Academia Portuguesa de Medicina e à Academia das Ciências de Lisboa, recebeu em 2001 a Comenda da Ordem de Sant'iago de Espada.
Em abril de 2004, foi escolhida para liderar um projeto internacional da Fundação Europeia para a Ciência que, para além de Portugal, envolve cientistas da Suíça, Dinamarca e Holanda. A cientista, em representação do IMM, foi nomeada Investigadora Coordenadora de um projeto de investigação internacional enquadrado no programa internacional EuroDYNA - EUROCORES (European Collaborative Research). Este programa pretende ajudar a compreender a função do genoma. O grupo liderado por Maria do Carmo Fonseca foi formado para trabalhar no processo de descodificação da informação genética nas células humanas.
Partilhar
Como referenciar
Porto Editora – Maria do Carmo Fonseca na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2022-07-04 09:51:56]. Disponível em

Livros & Autores

Baiôa sem data para morrer

Rui Couceiro

O Dicionário das Palavras Perdidas

O Crespos

Adolfo Luxúria Canibal

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais