Livros & Autores

Baiôa sem data para morrer

Rui Couceiro

O Dicionário das Palavras Perdidas

O Crespos

Adolfo Luxúria Canibal

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais

< voltar
< 1 min

Mário Saa

Poeta português, nascido em 1893, nas Caldas da Rainha, e falecido em 1971, em Ervedal, Avis, frequentou estudos científicos em vários estabelecimentos universitários e colaborou em revistas como Contemporânea, Athena, Presença, Momento, Sudoeste e Tempo Presente. Publicou algumas investigações que, mau grado a sua exaustividade, se ressentem de um certo empirismo e de escasso fundamento científico. Nunca coligiu em livro as suas produções poéticas, esparsamente publicadas em revistas e situadas na transição do neorromantismo para o modernismo. Mário Saa foi o pseudónimo escolhido pelo autor.
Partilhar
Como referenciar
Porto Editora – Mário Saa na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2022-07-02 02:27:10]. Disponível em

Livros & Autores

Baiôa sem data para morrer

Rui Couceiro

O Dicionário das Palavras Perdidas

O Crespos

Adolfo Luxúria Canibal

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais