Livros & Autores

Baiôa sem data para morrer

Rui Couceiro

O Dicionário das Palavras Perdidas

O Crespos

Adolfo Luxúria Canibal

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais

Jogo dos erros

Martim Moniz

A lenda conta que D. Afonso Henriques tinha posto cerco à cidade de Lisboa, ajudado pelos muitos cruzados que por ali passaram a caminho da Terra Santa.

Numa das tentativas de assalto a uma das portas da cidade, Martim Moniz enfrentou os mouros e conseguiu manter a porta aberta. O seu corpo ficou atravessado entre os dois batentes e permitiu que os cristãos entrassem na cidade.
Azulejos do séc. XVII alusivos à morte de Martim Moniz

Gravemente ferido, Martim Moniz entrou na cidade com os seus companheiros e fez ainda algumas vítimas entre os inimigos, antes de cair morto.

D. Afonso Henriques quis honrar a sua valentia e sacrifício, pelo que ordenou que aquela entrada passasse a ter o nome de Martim Moniz.

O povo diz que foi o próprio D. Afonso Henriques quem mandou colocar o busto do herói num nicho de pedra, onde ainda hoje se encontra, junto à Praça de Martim Moniz.


Partilhar
Como referenciar
Porto Editora – Martim Moniz na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2022-07-03 09:28:08]. Disponível em

Livros & Autores

Baiôa sem data para morrer

Rui Couceiro

O Dicionário das Palavras Perdidas

O Crespos

Adolfo Luxúria Canibal

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais

Jogo dos erros