Campanha de Aniversário da Escola Virtual
Livros e Autores

O Retiro

Sarah Pearse

A Imperatriz

Gigi Griffis

Abelhas Cinzentas

Andrei Kurkov

Max von Sydow

Ator sueco de teatro e cinema, nascido a 10 de abril de 1929, em Lund, Suécia, morreu a 8 de março de 2020 em França. Max von Sydow ficou conhecido pelas suas interpretações de personagens obstinadas e pensativas nos filmes do realizador sueco Ingmar Bergman.

Proveniente de uma família de professores universitários, estudou Drama na Real Escola de Artes Dramáticas de Estocolmo. Iniciou uma bem-sucedida carreira teatral e, em poucos anos, tornou-se uma das figuras de relevo do panorama teatral escandinavo. Fez o seu primeiro trabalho cinematográfico em 1949, participando em Bars en Mor.

Cartaz de "O Exorcista", um filme realizado por William Friedkin em 1973, no qual participaram Ellen Burstyn e Max von Sydow, entre outros
Em 1956, quando já pertencia aos quadros da Companhia Teatral de Malmöe, foi apresentado ao realizador Ingmar Bergman que ficou impressionado com o seu talento, tendo-o convidado para protagonista de Det Sjunde Inseglet (O Sétimo Selo, 1957). O filme foi um êxito, tendo sido exibido em diversos certames internacionais.

Contudo, foi só quando Sydow desempenhou magistralmente a figura do rico agricultor que vinga a morte da sua filha, matando os vagabundos que a violaram em Jungfrukällan (A Fonte da Virgem, 1959) que o ator se tornou um rosto conhecido do público internacional, muito graças ao facto de o filme em questão ter vencido o Óscar para Melhor Filme Estrangeiro.

Sydow trabalhou quase em exclusivo para Bergman até 1965, altura em que os produtores de Hollywood, aproveitando o facto de o ator falar fluentemente a língua inglesa, o convidaram para interpretar a figura de Jesus Cristo em The Greatest Story Ever Told (A Maior História de Todos os Tempos, 1965). Foi um início auspicioso para o ator a que se seguiu o severo missionário puritano de Hawaii (1966).

Após um regresso à Suécia para filmar de novo sob as ordens de Bergman em Skammen (A Vergonha, 1968) e En Passion (A Paixão, 1969), associou-se, como intérprete, a um dos mais emblemáticos filmes de terror de todos os tempos: The Exorcist (O Exorcista, 1973), onde popularizou a personagem do Padre Merrin.

Participou ainda em grandes produções como Flash Gordon (1980), Conan the Barbarian (Conan e os Bárbaros, 1982), Never Say Never Again (007, Nunca Mais Digas Nunca, 1983) e Dune (Duna, 1984).

Em 1988, foi nomeado para o Óscar de Melhor Ator por um filme em língua nórdica: Pelle Erobreren (Pelle, o Conquistador), tendo comovido a Academia pelo papel de um viúvo idoso que imigra para a Dinamarca com o jovem filho e que luta pela sobrevivência num meio cheio de desigualdades e de injustiças. Trabalhou ainda ao lado de Tom Cruise em Minority Report (2002).

Partilhar
Como referenciar
Porto Editora – Max von Sydow na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2023-01-27 13:28:35]. Disponível em
Livros e Autores

O Retiro

Sarah Pearse

A Imperatriz

Gigi Griffis

Abelhas Cinzentas

Andrei Kurkov