Livros & Autores

O Dicionário das Palavras Perdidas

O Crespos

Adolfo Luxúria Canibal

Morte no estádio

Francisco José Viegas

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais

Max Weber

Historiador, jurista, economista e sociólogo alemão, Max Weber, considerado um dos fundadores da sociologia moderna, nasceu em 1864, em Erfurt, e faleceu em 1920, em Munique, na Alemanha.
Estudou leis e história económica nas universidades de Heidelberga e de Berlim. Em 1892 era docente na Universidade de Berlim, em 1894 passou a lecionar na Universidade de Friburgo e em 1897 na Universidade de Heidelberga. Enfermo, retirou-se do ensino em 1903, tendo sido convidado novamente para lecionar em 1919, desta vez na Universidade de Munique.
A sua dissertação de doutoramento (1889) consiste numa análise das disposições legais que regulamentavam a iniciativa mercantil medieval. Aí revelou interesse por um tema que voltaria a destacar em obras posteriores: a influência do direito romano na constituição do sistema jurídico da Europa medieval e pós-medieval.
É nesta linha que produz uma análise compreensiva dos problemas agrários da região a Leste do Elba e que analisa as operações do capital financeiro na Alemanha. São as conclusões a que chega nestas duas obras acerca do carácter e efeitos do comércio moderno que o levam à escolha dos temas da sua obra mais difundida: A Ética Protestante e o Espírito do Capitalismo (1904-05). Nesta obra, Weber começa por tentar perceber o facto estatístico de, na Europa moderna, "os principais homens de negócios e proprietários do capital, assim como os operários qualificados de nível mais elevado e, de modo particular, o pessoal de elevadas qualificações técnicas e comerciais das empresas modernas, serem na sua grande maioria protestantes". Concluiu, entre outros, que é a natureza específica das crenças protestantes que explica a relação entre o Protestantismo e o racionalismo económico.
A Ética Protestante e o Espírito do Capitalismo termina aconselhando a rejeição de todos os esquemas teóricos de interpretação da história, tanto o idealista como o materialista. Nos seus ensaios metodológicos Weber reflete sobre a natureza das ciências trazendo prestígio às ciências sociais e cria, nomeadamente, a distinção entre 'juízos de facto' e 'juízos de valor'.
Outro conceito introduzido por Weber é o de 'tipo ideal', um instrumento analítico para os cientistas sociais que, não correspondendo a uma cópia nem decalque da realidade, revela as ligações entre os visados da observação social. Exemplo deste procedimento weberiano é o da famosa tipologia das formas de autoridade: tradição, carisma e conformidade legal. Conceitos como o capitalismo, o feudalismo ou o de sociedade industrial podem ser também classificados como tipos ideais.
No âmbito da sociologia das religiões analisou ainda as culturas religiosas da India e da China comparando-as com a tradição religiosa no ocidente.
A análise das classes e grupos sociais bem como da burocracia e da ação social são outros dos temas de Max Weber.
Principais obras:
1891, Die Römische Agrargeschichte in ihrer Bedeutung für das Staats- und Privatrecht
1904-05, Die Protestantische Ethik und der Geist des Kapitalismus
1919, Politik als Beruf
1920-21, Gesammelte Aufsätze zur Religionssoziologie, 3 vols.
1921, Gesammelte Politische Schriften
1922, Wirtshaft und Gesellschaft, 2 vols.
1921, Die Rationalen und Soziologischen Grundlagen des Muzik
1924, Gesammelte Aufsätze zur Soziologie und Sozialpolitik

Max Weber
Partilhar
Como referenciar
Porto Editora – Max Weber na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2022-06-29 13:58:03]. Disponível em

Livros & Autores

O Dicionário das Palavras Perdidas

O Crespos

Adolfo Luxúria Canibal

Morte no estádio

Francisco José Viegas

Bom português

puder ou poder?

ver mais

tras ou traz?

ver mais

a folha foi impressa ou imprimida?

ver mais

desfrutar ou disfrutar?

ver mais

caibo ou cabo?

ver mais

extrema ou estrema?

ver mais

brócolos ou bróculos?

ver mais